UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/09/2010 - 19h57

Governo não vai subir alíquota de aço importado, afirma Miguel Jorge

SÃO PAULO - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, descartou a elevação das alíquotas de importação de aço até dezembro, quando termina o governo Luiz Inácio Lula da Silva. Durante evento em São Paulo, organizado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Miguel Jorge afirmou que o ministério já comunicou aos representantes do setor siderúrgico que não adotará medida para barrar as compras externas de aço. "O presidente Lula não quer um país protecionista. Ele tem defendido que não haja protecionismo no mundo inteiro. Isso tem sido uma bandeira do presidente", comentou o ministro.

Miguel Jorge relacionou a invasão de produtos importados em alguns setores às vantagens dadas por governos estaduais na cobrança de ICMS, algo que foge a alçada do Planalto. No caso, ele citou alíquotas reduzidas do tributo em Santa Catarina, Pará, Pernambuco e Espírito Santo. "São importações que não têm nada a ver com competitividade. Tem a ver com benefício que é extremamente prejudicial dado pelos governos estaduais", afirmou. (Eduardo Laguna | Valor)
Hospedagem: UOL Host