UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/09/2010 - 11h19

Ibovespa sobe mais de 1% e atinge 67.517 pontos

SÃO PAULO - O Ibovespa registra valorização no pregão de abertura desta semana, na terceira alta seguida. Nesta segunda-feira, os investidores repercutem indicadores e notícias divulgados no fim de semana. Por volta das 11h15, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) subia 1,06%, para 67.517 pontos, e girava R$ 1,065 bilhão. Na BM&F, o índice futuro, com vencimento em outubro avançava 0,88%, para 68.035 pontos.

Na sexta-feira passada, o Ibovespa teve alta de 0,27%, aos 66.806 pontos.

Em Wall Street, as bolsas também abriram o pregão no campo positivo, na quarta valorização consecutiva. Instantes atrás, o Dow Jones subia 0,88%, o Nasdaq avançava 1,47% e o S&P 500 tinha elevação de 1,10%.

O impulso para o movimento comprador nas bolsas mundiais vem, em parte, dos dados da China, que mostram que a economia segue aquecida. A produção industrial do país cresceu 13,9%, em agosto em relação ao mesmo mês de 2009, superando os 13,4% de alta contabilizados em julho. Já as vendas no varejo se expandiram em 18,4% no mês passado ante igual período de 2009, também ultrapassando o resultado de julho, de crescimento de 17,9%. Além disso, os mercados mostram uma boa recepção à conclusão do chamado acordo de Basileia 3, após as negociações entre os presidentes de 29 bancos centrais e autoridades supervisoras no fim de semana. O acordo define regras mais rígidas para o sistema financeiro internacional, com o objetivo de se evitar que novas crises ocorram. Segundo matéria do Valor, a principal decisão foi a de aumentar a exigência do capital de alta qualidade, para uso em crises, que são ações e lucros retidos. Esse tipo de capital mínimo passou de 2% para 4,5% dos ativos ponderados pelo risco, que precisará ser preservado todo o tempo.

No mercado corporativo doméstico, todos os papéis que integram o Ibovespa operavam, há pouco, em alta, com exceção de Net PN (-0,13%, a R$ 22,07), Telesp PN (-0,38%, a R$ 40,90) e LLX Logística ON (-5,18%, a R$ 10,24). Entre as principais altas do índice figuravam as ações Fibria ON (2,65%, a R$ 30,19). Bradesco PN (2,43%, a R$ 31,60) e CSN ON (2,30%, a R$ 28,44). Além disso, as "blue chips" também contribuiam para a valorização do Ibovespa. Minutos atrás, os papéis PNA da Vale subiam 1,47%, a R$ 42,06, enquanto Petrobras PN avançava 1,19%, a R$ 27,85.

Começa nesta segunda-feira o período para que os investidores interessados em participar da megaoferta de ações promovida pela Petrobras façam seus pedidos de reserva de ações. No caso dos atuais acionistas, contemplados na oferta prioritária, o prazo para reservas vai até quinta-feira. Do total de ações oferecidas, 80% serão destinadas a esse investidor. Na prática, cada acionista terá direito a comprar 0,3438 ação para cada papel que já possui. No caso dos demais investidores interessados na oferta, mas que não possuem papéis da estatal, o prazo para reserva de ações vai até 22 de setembro. O preço por ação emitida nesse processo de capitalização deve ser fixado em 23 de setembro, quando será encerrado o processo de coleta de intenções de investimento (bookbuilding). A previsão é de que o início das negociações na Bovespa ocorra em 27 de setembro. (Beatriz Cutait | Valor)
Hospedagem: UOL Host