UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/09/2010 - 14h49

Alckmin destaca necessidade de reformas política e tributária

SÃO PAULO - O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin, destacou hoje as reformas política e tributária como grandes prioridades para o próximo presidente da República.

O tucano acredita que, se aprovadas, as propostas nas duas áreas terão impacto positivo e significativo para todos os Estados da federação.

Durante palestra para afiliados da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Alckmin avaliou que uma reforma política deve contemplar sobretudo o voto distrital. Desta forma, argumentou, é possível acabar com o voto corporativo e eliminar a influência da máquina pública sobre o processo eleitoral.

"Além disso, um projeto como esse reduzirá custos e irá aproximar os políticos dos eleitores", declarou o tucano, que defendeu ainda a cláusula de barreira. "Não é possível ainda termos 40 partidos", acrescentou.

Em relação à reforma tributária, o candidato não ofereceu propostas. Apenas ressaltou conquistas no tema pelo Estado de São Paulo, sob comando do PSDB há 16 anos. Como exemplo, ele citou a isenção de ICMS para alguns produtos alimentícios e a substituição tributária, alvo de crítica nos últimos anos pela ACSP por conta do impacto negativo sobre as micro e pequenas empresas.

No entanto, Alckmin afirmou que a substituição tributária ajuda a combater a sonegação e assegura uma concorrência leal. Apesar disso, ele reconheceu que alguns setores, especialmente as micro e pequenas empresas, foram prejudicados. Por isso prometeu estudar meios para aperfeiçoar a medida.

Durante discurso, o tucano ainda previu que o PIB paulista, que representa 33% do PIB nacional, terá um crescimento de mais de 8% neste ano, se os economistas acertarem a estimativa de 7% para expansão da economia brasileira em 2010.

(Fernando Taquari | Valor)
Hospedagem: UOL Host