UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/09/2010 - 17h11

Consultoria prevê sobra de gás natural no Brasil com pré-sal

RIO - O pré-sal vai transformar o mercado de gás natural no Brasil e a estimativa da consultoria Gas Energy é de que a sobra do insumo deverá oscilar entre 40 milhões de metros cúbicos e 45 milhões de metros cúbicos em 2020.

Para os sócios da empresa, as perspectivas apontam para a necessidade de desenvolver a demanda pelo insumo no país.Para Marco Tavares, presidente do conselho de administração da Gas Energy, o uso de gás natural liquefeito (GNL), com terminais de regaseificação na costa próximos a termelétricas que servissem de âncora de consumo seria uma solução para estimular o mercado nacional do insumo.

"Ou vamos exportar, e os preços são muito baixos, ou vendemos para termelétricas, e seria muito melhor vender gás para produção de eletricidade", frisou Tavares.

A sócia diretora da consultoria Sylvie D'Apote lembrou que o gás que será produzido no pré-sal é associado ao petróleo, o que torna necessária a sua colocação no mercado.

"Parte desse gás terá que ser comercializado, porque senão as multas da ANP [Agência Nacional do Petróleo] serão muito fortes", frisou Sylvie.

A Gas Energy anunciou hoje a sua transformação em sociedade anônima. Nos planos da consultoria estão a internacionalização, com a expansão para a América Latina além dos cinco países em que atua - Brasil, Uruguai, Argentina, Bolívia e Peru.

Nos planos da companhia está a abertura de uma unidade no México, além de uma possível abertura de capital, que, de acordo com Douglas Abreu, diretor presidente da empresa, não tem data para acontecer e pode ser tornar realidade "dentro de três ou quatro anos".

(Rafael Rosas | Valor)

Hospedagem: UOL Host