UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/06/2011 - 18h38

Trabalhadores do Marfrig entram em greve por aumento de salário

SÃO PAULO - Os trabalhadores da unidade I do frigorífico Marfrig de Promissão (SP) entraram em estado de greve na manhã desta quarta-feira após fracasso na rodada de negociações de aumento salarial realizada ontem.
A proposta de reajuste de 8% por parte da empresa foi recusada pelos funcionários, que reivindicam acréscimo de 10% mais cesta básica de R$ 150. Os trabalhadores estariam impacientes com a demora da Marfrig em definir uma posição. A data-base para reajuste salarial da categoria é dia 1º de maio, mas as negociações começaram no dia 30.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Alimentação de Araçatuba, Dulce Ferreira, considera que os funcionários foram precipitados em entrar em greve após o fracasso na terceira rodada de conversas.
Para ela, o momento é de "esfriar a cabeça" para voltar às negociações. "Quem sabe, em mais uma semana, conseguissem", disse. Dulce, porém, acredita que o ajuste pedido é legítimo, embora não veja disposição por parte do frigorífico em melhorar a proposta.
Em nota, a Marfrig alega que os requisitos de greve não foram preenchidos e "espera que os trabalhadores retomem o expediente normal amanhã."
A empresa diz que, embora espere as negociações coletivas dos trabalhadores de alimentação do ramo frigorífico do Estado de São Paulo, ofereceu nesta manhã, após deflagrada a greve, uma antecipação do reajuste, entre outros benefícios.

(Felipe Machado | Valor)
Hospedagem: UOL Host