UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

06/12/2012 - 12h41

Manifestação paralisa operações do Estaleiro Rio Grande

Uma manifestação com cerca de 5 mil trabalhadores do polo naval de Rio Grande, conforme estimativa do Sindicato dos Metalúrgicos da cidade, paralisou na manhã desta quinta-feira as operações do Estaleiro Rio Grande (ERG), do grupo Engevix/Ecovix. Com isso, os funcionários que deveriam ter iniciado o trabalho às 7h30 só entraram no canteiro de obras por volta das 11h30, informou o vice-presidente do sindicato, Sadi Machado.

De acordo com o sindicalista, os trabalhadores cobram adicional de insalubridade de 30% e fim do assédio moral. "Tem muito encarregado xingando, dando com chaves na cabeça dos colaboradores", afirmou. Diretores do sindicato reuniram-se durante a manhã com representantes da empresa, que prometeram uma resposta para as reivindicações em dez dias, informou Machado.

No ERG estão sendo montados oito cascos para plataformas do tipo FPSO, que serão utilizadas para produção, armazenamento e transferência de óleo e gás nas áreas do pré-sal. Amanhã o sindicato poderá fazer manifestação semelhante no estaleiro da Quip (consórcio formado pelas construtoras Queiroz Galvão e Camargo Corrêa, pela IESA Óleo e Gás e pela UTC Engenharia), onde estão sendo montadas as plataformas P-58 e P-63 e que fica a sete quilômetros de distância. Todos os equipamentos são fabricados para a Petrobras.

Segundo o vice-presidente do sindicato, o ERG tem 2,7 mil trabalhadores diretos, mas a manifestação incluiu metalúrgicos que trabalham para empresas terceirizadas e também da Quip, responsável pela montagem da plataforma P-55, que está ancorada no estaleiro da Engevix/Ecovix. Cerca de 10 mil metalúrgicos trabalham nas empresas ligadas ao polo naval de Rio Grande, com salários que vão de R$ 800 para cargos de ajudante a R$ 2,7 mil para as funções mais qualificadas, disse Machado.

A Quip informou que as operações no seu estaleiro não foram afetadas hoje. A Petrobras não comentou o assunto e a Engevix/Ecovix deve divulgar um comunicado sobre o assunto nas próximas horas.

Hospedagem: UOL Host