PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Agronegócio

Abacate batido ou com açúcar e limão perde sabor e poder antioxidante

Preferência deve ser por consumo "in natura" - Rodrigo Anholoto/Divulgação
Preferência deve ser por consumo 'in natura' Imagem: Rodrigo Anholoto/Divulgação

José Bonato

Do UOL, em Ribeirão Preto (SP)

11/11/2013 06h00

Não são poucos os benefícios atribuídos ao consumo de abacate. De acordo com Rogério Lopes Vieites, professor do departamento de horticultura da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Botucatu (SP), estudos americanos e brasileiros indicam vantagens como a redução do risco de câncer na próstata, de anemia e de osteoporose.

Também são apontadas melhoras no aspecto da pele, cabelo e unhas e combate aos radicais livres.

“É a fruta mais rica em proteína, na proporção de 2 gramas para cada 110 gramas", afirma Vieites.

No consumo de fruta fresca, o professor sugere que não seja feita adição de açúcar ou limão nem que seja batido no liquidificador, como é comum no Brasil. “A fruta acaba perdendo sua característica antioxidante”, declara.

Ainda segundo ele, deve-se degustar a fruta de preferência in natura, ou com um pouco de sal, como ocorre em países da América Central, nos Estados Unidos e na Europa.

O pesquisador da Unesp recomenda o consumo de duas colheres de sopa de azeite de abacate por dia.

Brasileiro prefere adicionar açúcar à fruta, diz professora de gastronomia

O brasileiro possui um gosto mais voltado para os doces, por isso consome abacate com açúcar, segundo Flávia La Villa, professora de gastronomia do Senac (Serviço Nacional do Comércio) de Campos de Jordão (181 km de São Paulo).

“Isso acontece não só com o consumo de abacate, mas também de outras frutas e de refrigerantes, que são mais doces no Brasil para atender ao mercado”, afirma. Esse hábito, segundo ela, faz com que as pessoas deixem de experimentar a sensação do sabor natural da fruta.

Uma barreira para o aumento no consumo de abacate, segundo Flávia, é a crença de que a fruta engorda. “Muitas pessoas acham que abacate engorda porque é considerado calórico. Mas trata-se de uma gordura monoinsaturada, que ajuda no combate ao colesterol e ao triglicéride.”

De acordo com a professora, 100 gramas de abacate equivalem a um pãozinho francês.

Na Europa, diz ela, o abacate é consumido fatiado com um pouco de sal e vinagre, com sabor agridoce. Também é apreciado puro, com limão. No Brasil, apesar do baixo consumo, é servido na forma de guacamole e também em saladas com camarão.

A professora de gastronomia afirma que o abacate é rico em potássio e magnésio, o que, em reação com outros nutrientes no organismo, beneficia as células cardíacas. Também é um alimento que previne anemia por ser rico em ferro.

Clique na imagem e saiba a época para plantar e colher as culturas

PUBLICIDADE

Agronegócio