Bolsas

Câmbio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://economia.uol.com.br/album/2015/07/08/cebola-tomate-loteria-e-conta-de-luz-veja-os-viloes-da-inflacao-no-1-semestre.htm
  • totalImagens: 16
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20150708161957
Fotos

Os preços fecharam o primeiro semestre de 2015 com alta de 6,17%, bem acima da inflação registrada nos seis primeiros meses do ano passado (3,75%) e no maior nível para um primeiro semestre desde 2003, quando atingiu 6,64%. Os dados da inflação são referentes ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Clique nas imagens acima e conheça alguns dos "vilões" do semestre Getty Images Mais

A cebola foi a grande vilã da inflação de janeiro a junho: o preço mais que dobrou nesse período (alta de 148,13%), de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) Reinaldo Canato/UOL Mais

O tomate, conhecido por ser o vilão da inflação nos últimos anos, deu as caras de novo: seu preço subiu 58,28% no primeiro semestre Getty Images Mais

Jogar na loteria também ficou mais caro: entre janeiro e junho de 2015, a alta foi de 47,5% Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas Mais

A conta de luz das casa também ficou bem mais cara nos seis primeiros meses do ano, com alta de 42,03% Arte UOL Mais

O preço do morango subiu 38,35% entre janeiro e junho, segundo a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) Eduardo Knapp/Folhapress Mais

A inflação divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrou que a cenoura também foi uma das vilãs da inflação: seu preço subiu 32,33% no primeiro semestre Reprodução/ Sunrise Botanics Mais

O preço do abacate subiu 28,97% no primeiro semestre de 2015, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) Getty Images Mais

O alho foi um dos vilões do primeiro semestre de 2015. O produto acumulou alta de 26,71% no período, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) Getty Images Mais

Entre janeiro e junho de 2015, o feijão mulatinho acumulou alta de 24,51%. Outras variedades de feijão também tiveram forte alta no período: o macassar (fradinho) ficou 22,8% mais caro, e o carioca (rajado) subiu 20,22% Reinaldo Canato/UOL Mais

O coentro foi um dos itens com maior variação de preço no primeiro semestre de 2015: de 24,15% Getty Images Mais

O preço da batata inglesa foi um dos que mais subiu no primeiro semestre de 2015, de acordo com a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). A alta foi de 24,15%, assim como a do coentro Reinaldo Canato/UOL Mais

O preço dos peixes acumulou forte alta entre janeiro e junho de 2015. A anchova subiu 21,01%, a merluza teve alta de 18,25%, e a cavalinha ficou 17,12% mais cara Leonardo Wen/Folha Imagem Mais

O preço do repolho subiu 18,73% entre janeiro e junho de 2015, segundo a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) Reprodução/Food Service Mais

A inflação divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostrou que o preço do inhame subiu 17,87% no primeiro semestre Leonardo Wen/Folhapress Mais

O açaí ficou mais caro no primeiro semestre de 2015; a alta foi de 17,61%, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) Getty Images Mais

Cebola, tomate, loteria e conta de luz: veja os vilões da inflação no 1º semestre

Mais álbuns de UOL Economia x

Últimos álbuns de Economia

UOL Cursos Online

Todos os cursos