Bolsas

Câmbio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://economia.uol.com.br/album/2016/07/29/conheca-o-onibus-do-futuro-da-mercedes-benz.htm
  • totalImagens: 24
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20160729194438
Fotos

O chamado "Future Bus" foi apresentado em julho pela montadora Mercedes-Benz e já circula pelas ruas de Amsterdã, na Holanda, em fase experimental. Foram dois anos para desenvolver o projeto, e a fabricante prevê investir 200 milhões de euros (cerca de R$ 723 milhões) em sua linha de ônibus urbanos até 2020. Clique nas imagens acima para ver mais Divulgação Mais

O veículo está sendo testado em Amsterdã (Holanda) na linha Aeroporto 300, que liga o aeroporto Schiphol ao bairro de Haarlem, num percurso de quase 20 km em faixa exclusiva (como o BRT, no Brasil) Divulgação Mais

O motorista não precisa segurar o volante, nem usar o acelerador ou o freio porque o ônibus é semiautônomo, ou seja, ele praticamente anda sozinho Divulgação Mais

O motorista tem que assumir o volante apenas quando houver trânsito no sentido contrário, porque isso é exigido por lei. Independentemente da situação, o motorista sempre mantém o controle final e pode interferir e assumir a direção quando quiser --no caso de uma emergência, por exemplo Divulgação Mais

Por meio de câmeras, sensores de radar de curta e longa distância e GPS, o veículo "sabe" onde está o tempo todo e consegue se manter dentro da faixa, parar no ponto de ônibus perto da guia, parar no semáforo vermelho e reconhecer obstáculos e pedestres na via Divulgação Mais

O ônibus circula com velocidade máxima de 70 km/h; esse limite pode ser pré-programado Divulgação Mais

O trajeto é um desafio para o piloto automático, porque tem curvas fechadas, túneis e cruzamentos com semáforos Divulgação Mais

Ao chegar ao ponto, o ônibus automaticamente aciona o freio e abre as portas, sem que o motorista precise fazer nada Divulgação Mais

Um sensor informa que os passageiros estão entrando e as portas só fecham quando todos já estão a bordo. Feito isso, o sistema faz uma contagem regressiva de cinco segundos antes de começar a se mover Divulgação Mais

O ônibus do futuro considera que há um sistema eletrônico para venda e conferência da passagem, com catraca eletrônica e sem a necessidade de um cobrador Divulgação Mais

O veículo consegue se comunicar com os semáforos (a cidade precisa ter semáforos conectados). O sistema identifica o semáforo que está adiante, se está vermelho ou verde e em quanto tempo deve mudar de cor. Com isso, o ônibus pode automaticamente reduzir sua velocidade para dar tempo de o farol abrir, sem precisar parar, ou pode reduzir a velocidade até frear no farol vermelho, sem movimentos bruscos Divulgação Mais

Segundo a montadora, o piloto automático traz benefício para os passageiros, porque evita freadas bruscas e mantém a direção mais suave, para os motoristas, porque reduz o esforço necessário para conduzir o ônibus, para o ambiente, porque a direção mais suave e regular reduz o consumo de combustível e as emissões de CO2, e para a empresa, porque diminui o desgaste do motor, dos pneus e de outros componentes, reduzindo custos no longo prazo Divulgação Mais

O ônibus tem cerca de 12 metros de comprimento e foi baseado em outro modelo da Mercedes-Benz, o Citaro. O design externo tem contorno assimétrico e foi inspirado na linha do horizonte de uma cidade, segundo a fabricante Divulgação Mais

As cores usadas, a iluminação e as janelas grandes fazem a parte de dentro parecer mais ampla. O design foi inspirado em parques e praças, segundo a fabricante. Com piso baixo, o ônibus é dividido em três áreas principais. Na foto, ao fundo, é possível ver os monitores, onde é possível exibir informações ou entretenimento Divulgação Mais

A chamada área de "serviço" fica na frente, perto do motorista, para quem precisa pedir ajuda, por exemplo. O motorista fica mais acessível com a ajuda do piloto automático Divulgação Mais

A área "expressa" fica no meio do veículo, perto das portas, e é destinada às pessoas que farão pequenos percursos --elas ficam em pé, o que ajuda no rápido fluxo de passageiros Divulgação Mais

Na parte traseira, fica o "lounge", onde os passageiros passam mais tempo. O estilo dos bancos favorece as conversas entre os passageiros Divulgação Mais

O ônibus possui uma área onde os passageiros podem carregar a bateria de seus celulares Divulgação Mais

A carga da bateria dos celulares é feita sem precisar de fios Divulgação Mais

Os assentos foram inspirados em bancos de parques e praças, segundo a fabricante Divulgação Mais

As barras verticais onde os passageiros podem se segurar foram inspiradas em árvores, com seus galhos e folhas, de acordo com a fabricante Divulgação Mais

A iluminação dentro e fora do ônibus indica quem está na direção: se o piloto automático estiver ativado, as luzes ficam azuis; se o motorista tiver assumido o controle, as luzes ficam brancas Divulgação Mais

Luzes brancas indicam que o motorista está no comando e que o piloto automático não está sendo usado Divulgação Mais

A Mercedes não tem previsão sobre lançamento comercial, muito menos a possível vinda desse ônibus para o Brasil. A empresa afirma que ainda precisa ser testado e validado, e que seu uso depende das leis em cada país. A Mercedes diz que espera implementar na prática algumas inovações desse projeto no começo da próxima década Divulgação Mais

Conheça o ônibus do futuro da Mercedes-Benz

Últimos álbuns de Economia

UOL Cursos Online

Todos os cursos