PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Reinaldo Polito

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Os segredos da boa comunicação no mundo corporativo

Alamy
Imagem: Alamy
Conteúdo exclusivo para assinantes
Reinaldo Polito

Autor de 31 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares, dá dicas de expressão verbal para turbinar sua carreira.

14/06/2022 04h00

Nas palavras, como nas modas, observa a mesma regra: sendo novas ou antigas demais, são grotescas. Não sejas o primeiro a experimentar as novas, nem tampouco o último a encostar as antigas.
Pope

Aqui estão 11 dicas que extraí do livro "Os segredos da boa comunicação no mundo corporativo". Essa foi uma das obras mais recentes que escrevi com a minha filha Rachel Polito. São orientações que foram destacadas em seus capítulos para facilitar a sua compressão.

1 - A timidez quase sempre prejudica a comunicação eficiente, mas, se controlada, pode se transformar em poderosa arma na hora de se comunicar.

Sugestão: trabalhe com disciplina e dedicação para controlar a inibição, transformando-a em aliada. Para isso, conheça o assunto com profundidade; saiba como começar, desenvolver e concluir; pratique bastante e tome consciência das suas próprias qualidades de comunicação.

2 - Quem fala muito rápido corre o risco de tornar sua comunicação incompreensível e perder a atenção dos ouvintes, mas, se lançar mão dos recursos adequados, conseguirá tornar essa maneira de se expressar um estilo positivo.

Sugestão: aprimore a dicção. Faça pausas no final do pensamento. Repita as informações relevantes usando palavras diferentes.

3 - A voz é de fundamental importância para o sucesso da comunicação. Quem sabe usar bem a voz tem à disposição um excelente recurso para ser bem compreendido e projetar sua personalidade de forma positiva.

Sugestão: adapte o volume da voz a cada tipo de ambiente. Fique posicionado em um local que permita ouvir bem a própria voz. Alterne o volume da voz e a velocidade da fala para imprimir ritmo sempre agradável.

4 - O nervosismo exagerado antes de falar pode comprometer o resultado da apresentação e prejudicar a imagem do orador.

Sugestão: ganhe tempo para queimar o excesso de adrenalina. Para isso, acerte, sem pressa, a altura do microfone, organize a sequência das folhas de anotações, comece a falar mais devagar e mais baixo e encontre um apoio para as mãos.

5 - Falar em público como se estivesse conversando de maneira animada com as pessoas mais íntimas deixará a fala ainda mais natural.

Sugestão: pergunte sempre: "Se estivesse conversando sobre esse tema de maneira animada com amigos e familiares, eu falaria desse jeito?". A partir desse questionamento, é preciso acertar o estilo de comunicação até que a resposta seja positiva.

6 - A palavra é o dorso por onde caminha o pensamento até chegar ao ouvinte. Palavras incomuns não cumprem esse papel fundamental para a boa comunicação.

Sugestão: use sempre um vocabulário que possa ser compreendido pela maioria das pessoas. Normalmente são aquelas palavras usadas no dia a dia. Reserve o vocabulário técnico apenas para as pessoas que estejam familiarizadas com a sua atividade profissional.

7 - Nada é mais importante na comunicação que desenvolver seu próprio estilo. É possível, entretanto, aprender com os bons oradores e extrair de cada um o que pode ser adequado ao seu estilo pessoal.

Sugestão: não copie a maneira de falar dos oradores, por melhores que sejam. Desenvolva seu próprio estilo. Aproveite os exemplos de quem fala bem para aperfeiçoar a sua forma de se comunicar.

8 - Em qualquer tipo de atividade há uma ou outra circunstância em que a fala de improviso se torna necessária. Quem sabe improvisar conquista admiração e respeito.

Sugestão: antes de desenvolver o tema da sua apresentação, fale sobre um assunto que conheça com profundidade. Assim organizará com mais tempo o seu raciocínio. Vá para os eventos pensando no que poderia dizer caso seja chamado para falar de improviso. Mesmo que o fato não ocorra, esse preparo é um bom exercício de comunicação.

9 - As boas histórias são curiosas, atraentes e instigantes. Ilustram a mensagem e facilitam a compreensão dos ouvintes.

Sugestão: colecione histórias curtas, inéditas e interessantes. Ao aprender uma história nova, conte-a imediatamente para que fique registrada na memória.

10 - Quem sabe dizer "não" demonstra personalidade firme e evita dissabores na convivência com amigos, familiares e colegas de trabalho.

Sugestão: quando alguém fizer um pedido que possa provocar constrangimentos ou prejuízos, avalie se não seria mais adequado recusar a solicitação. É preferível ficar chateado por dizer "não" a fazer algo que não esteja de acordo com a sua vontade.

11 - As mensagens objetivas são acompanhadas com mais atenção pelos ouvintes. A objetividade evita a perda de concentração do público.

Sugestão: fale tudo o que for preciso no menor tempo possível. Escreva um texto com cinco mil toques, depois reescreva-o com dois mil e finalmente com apenas quinhentos. Repita esse exercício várias vezes.

Superdicas da semana

  • Não se preocupe em eliminar o medo de falar, mas sim em controlar o excesso de nervosismo
  • Aprenda a contar histórias curtas, inéditas e interessantes
  • Saiba a dizer "não" quando não desejar dizer "sim"
  • Seja objetivo. Fale tudo o que for preciso, atingindo o que deseja no menor tempo possível

Livros de minha autoria que ajudam a refletir sobre esse tema: Como falar corretamente e sem inibições", "Os segredos da boa comunicação no mundo corporativo" e "Oratória para advogados", publicados pela Editora Saraiva. "29 minutos para falar bem em público", publicado pela Editora Sextante. "Oratória para líderes religiosos", publicado pela Editora Planeta.