PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

A Companhia

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Queda nas ações da Weg pode ser uma boa oportunidade de investir?

Getty Images
Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Márcio Anaya

Jornalista especializado em Economia, com pós-graduação em Mercado de Capitais pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi) – USP. Trabalhou como repórter e editor de companhias abertas por cerca de 20 anos, integrando as redações da Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Atua desde 2018 como colaborador de portais de investimento e entidades sem fins lucrativos

Colaboração para o UOL, de São Paulo

08/03/2022 09h00

Esta é uma versão online resumida da edição desta semana da newsletter A Companhia, que detalha os dados de uma empresa em destaque no mercado. Para assinar o boletim semanal e ter acesso ao conteúdo completo, clique aqui.

A empresa em destaque nesta semana é a Weg (WEGE3), escolhida por Matheus Jaconeli, analista da Nova Futura Investimentos.

Segundo ele, a companhia apresentou resultados interessantes no último balanço. O lucro líquido do quarto trimestre de 2021 foi de R$ 874 milhões, com crescimento de 17,8% no comparativo anual. A receita líquida atingiu R$ 6,5 bilhões, com alta de 33,7%, e a geração operacional de caixa (medida pelo Ebitda) avançou 14,7% no período, totalizando R$ 1,1 bilhão.

"Os números foram muito bons, apesar de haver pressão nas margens [de lucro] devido ao avanço dos custos, ocasionado pelas restrições de oferta global", diz o especialista.

Neste ano, as ações da Weg registram baixa de 4,6%, até o dia 3 de março, após encerrarem 2021 com desvalorização acumulada de quase 12%. Para a Nova Futura, novas quedas podem representar uma chance de posicionamento no papel com horizonte de longo prazo.

Saiba mais sobre a Weg

A Weg é uma empresa global de equipamentos eletroeletrônicos industriais; produtos de geração, transmissão e distribuição de energia; tintas e vernizes; e motores para eletrodomésticos.

Segundo relatório consolidado de 2021, a companhia possui parques fabris localizados no Brasil, Argentina, Colômbia, México, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Áustria, Alemanha, África do Sul, Índia e China, além de presença comercial em mais de 135 países.

Atualmente, emprega quase 37 mil pessoas ao redor do mundo.

Por que a WEG é uma oportunidade para investir?

Na opinião de Jaconeli, os produtos fornecidos pela Weg possuem a chamada "demanda inelástica", ou seja, o interesse dos compradores varia pouco diante da queda ou aumento dos preços, o que é um fator positivo.

Além disso, o analista destaca que os últimos boletins de atividade mostram que a indústria ao redor do mundo continua com números razoáveis, evidenciando expansão.

"Internamente, a indústria e os setores de saneamento, construção civil e agrícola também contribuem fortemente para o desempenho da empresa."

Pontos a favor

  • Diversificação produtiva e geográfica, o que diminui os riscos de exposição setorial e regional;
  • Flexibilidade financeira: seu indicador de dívida líquida em relação ao Ebitda é negativo, o que significa que a empresa paga sua dívida com o lucro operacional e ainda sobram recursos em caixa;
  • Retorno sobre o capital investido (ROIC) crescente. Em 2021, esse indicador chegou a 30,5%, evidenciando que os investimentos estão dando bons resultados;
  • Boa participação nos mercados de energia solar e eólica, o que tende a beneficiar a companhia no processo de transição energética global.

Pontos contra

  • Apesar de estarem abaixo da média da própria empresa, seus indicadores de "valuation" (valor real de uma companhia) são historicamente elevados em relação ao mercado;
  • Apresenta atualmente pressão nos custos, como mostra a alta do Índice de Preços ao Produtor (avanço recorde de 28,4% em 2021), o que comprime suas margens de lucro.

Exclusivo: Análise gráfica, avaliação de preço e perfil de investidor

Acesse a versão integral da newsletter A Companhia para ver as perspectivas da empresa no médio e longo prazo e para saber para que perfil de investidor esta ação é mais indicada. Saiba também se ela está barata ou cara e quais os valores de compra e venda recomendados por uma análise gráfica exclusiva.

LEIA MAIS NA NEWSLETTER

Quer mais análises de investimentos? Na newsletter, você confere outros conteúdos exclusivos sobre oportunidades na Bolsa.

Assinante UOL tem acesso a todos os conteúdos exclusivos do site, newsletters, blogs e colunas, dicas de investimentos e mais. Para assinar o boletim A Companhia e conhecer nossas outras newsletters, clique aqui.