PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Carla Araújo

Ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello está com suspeita de covid

Eduardo Pazuello é abraçado por Jair Bolsonaro durante sua posse na Saúde - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Eduardo Pazuello é abraçado por Jair Bolsonaro durante sua posse na Saúde Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

20/10/2020 19h59Atualizada em 20/10/2020 20h03

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, está com suspeita de covid-19. Nesta terça-feira, o general teve um quadro febril e preferiu cumprir parte de sua agenda - que incluiu a reunião com governadores na qual anunciou a compra de vacinas - em sua residência.

Na segunda-feira, Pazuello não participou da cerimônia no Palácio do Planalto em que foram apresentados supostos estudos clínicos da nitazoxanida em pacientes na fase precoce da Covid-19.

Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro disse que estava em contato com o ministro, já que ele tinha passado mal. Logo depois, a assessoria do ministério da Saúde informou, em nota, que o ministro "teve um pequeno mal-estar nesta tarde e já está bem".

Segundo fontes, o mal-estar do ministro ontem teria sido um quadro de desidratação. Hoje, no entanto, Pazuello apresentou febre e preferiu evitar contatos. O ministro ainda não realizou o exame e deve fazê-lo em breve.

Caso o resultado dê positivo, o mandatário da Saúde integrará o já grande time de ministros do governo com a doença.

Ontem, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, anunciou que estava curado e hoje voltou a despachar no Palácio do Planalto.

Na equipe ministerial, além de Ramos, tiveram a doença Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Milton Ribeiro (Educação), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações), Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União), Braga Netto (Casa Civil), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral), Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) e, mais recentemente, o ministro Fabio Faria (Comunicações). O presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, também já foram infectados pela covid-19.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.