PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

No Twitter, Ramos ainda se apresenta como ministro da Casa Civil

Ramos ainda se descreve como ministro da Casa Civil  - reprodução/twitter
Ramos ainda se descreve como ministro da Casa Civil Imagem: reprodução/twitter
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

02/08/2021 16h30

Mais de uma semana depois do anúncio do presidente Jair Bolsonaro de que o senador Ciro Nogueira ocuparia o lugar do Luiz Eduardo Ramos na Casa Civil, e seis dias depois da oficialização no Diário Oficial da União, o general e amigo do presidente Jair Bolsonaro ainda não atualizou suas redes sociais.

No Twitter, o general ainda se apresenta como "Ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República. Atualmente, porém, ele é ministro da Secretaria-Geral da Presidência, cargo com menos atribuições e menores responsabilidades.

Apesar de não atualizar a descrição, somente nesta segunda-feira (2), Ramos postou duas mensagens na rede social. Em uma celebrava o "almoço agradável ao lado do PR" e mostrava a recepção feita pelo presidente Jair Bolsonaro ao presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa.

Na primeira mensagem do dia, Ramos postou uma foto com os demais ministros palacianos: Ciro Nogueira e Flávia Arruda, da Secretaria de Governo. Também estava no mesmo encontro Onyx Lorenzoni, que na dança das cadeiras deixou de ocupar um gabinete do Palácio do Planalto e agora é ministro do Trabalho e Previdência.

"Seguimos firmes, unidos e trabalhando por mais uma semana de realizações pelo Brasil", escreveu Ramos.

Uma curiosidade: na reunião em questão Ciro é quem aparece na cabeceira da mesa, já demonstrando a sua autoridade como o atual mais importante ministro do Planalto.

Apego ao cargo?

Na semana passada, por conta do atraso do senador Ciro Nogueira para chegar no Brasil, alguns auxiliares do governo atribuíram a Ramos a sugestão feita ao presidente de repensar as mudanças, talvez colocando Ciro Nogueira em outra pasta.

Na ocasião, Ramos negou que tenha resistido a deixar o principal ministério do governo e afirmou à coluna que "soldado cumpre missão".

PUBLICIDADE