PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Coluna

Descomplique


Descomplique

4 lições preciosas que aprendi saindo de uma dívida de R$ 80 mil

iStock
Imagem: iStock
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

02/09/2020 04h00

Há oito anos, me vi atolada em dívidas, que chegaram a R$ 80 mil. Eram débitos acumulados em várias despesas diferentes: cheque especial, cartão de crédito, cheques e financiamentos.

Consegui sair desse buraco em dois anos e resolvi compartilhar as maiores lições que aprendi durante esse tempo.

Gastar dinheiro é bom

Não dá para mentir: gastar dinheiro traz satisfação. Não é por acaso que gastamos tanto com compras por impulso, com coisas desnecessárias, que ficam acumulando em nosso armário. O grande problema é que essa satisfação é passageira, e logo a conta chega.

Percebi que o prazer de comprar coisas não é maior do que a preocupação que as dívidas trazem. Ou seja, tinha uma felicidade momentânea ao comprar algo, mas passava o restante do mês preocupada com as contas do final do mês.

Ficar livre dessas preocupações não tem preço e, a partir do momento em que você entende que cuidar das finanças é o único caminho para chegar a esse ponto, fica muito mais fácil se manter no foco.

Se hoje você passa os dias aflito por causa do seu dinheiro, saiba que existe solução para isso e que ela pode ser mais fácil do que parece.

Não existe melhora sem objetivo

A maioria das pessoas desiste de cuidar das finanças porque não tem objetivos, não tem uma meta clara para alcançar. Coloquei na minha cabeça que iria acabar com minha dívida o mais rápido possível, sempre focando em uma dívida de cada vez. Comecei com as menores, colocava um prazo para pagá-las e comemorava todas as vezes que diminuía meus débitos.

Se você tem dívidas, é importante colocar todas elas no papel, detalhando o quanto falta para serem pagas e quanto tempo vai demorar para terminá-las. Assim, é possível criar uma meta imediatamente e, com o passar do tempo, quando vê que as dívidas diminuem, fica cada vez mais motivado para continuar no seu caminho.

Cuidar das finanças não é difícil

Tudo de que você precisa para começar a cuidar do seu dinheiro é conhecer a matemática básica. Não é necessário ter nenhuma outra habilidade para ter sucesso nas finanças. Somando todos os seus gastos e diminuí-los do valor que você ganha você já fez seu planejamento financeiro.

A partir daí, só precisa ajustar suas contas para que não falte mais dinheiro no seu mês. Comece diminuindo as contas fixas, como telefone, água, eletricidade. Após isso, diminua os custos variáveis, como lazer e compras de final de semana. Pode parecer complicado fazer o planejamento financeiro inicialmente, mas depois que você fez o seu primeiro, os próximos serão muito mais fáceis.

Tenha sempre um plano para ganhar mais

Um dos segredos para que eu conseguisse sair do vermelho foi ter feito muita renda extra. Eu agarrava todas as oportunidades que surgiam para ganhar mais dinheiro além do meu salário. Não importava fazer hora extra no meu trabalho, ou vender doces para conhecidos, eu sempre criava uma forma de ganhar mais.

Além disso, sempre que possível, eu invisto na minha formação. Faço cursos na minha área de atuação, participo de mentorias e busco ajuda de pessoas qualificadas. Minha meta é aumentar minha renda em pelo menos 10% todos os meses. Fazer isso, além de me tirar das dívidas, fez com que eu me tornasse uma investidora de sucesso.

Se você tem dívidas, comece hoje mesmo a fazer seu planejamento financeiro, crie uma meta para os próximos meses e pense em formas de renda extra que têm a ver com você e sua profissão. Fazendo isso, terá grande sucesso em transformar sua vida financeira e ficará mais tranquilo com suas finanças.

Dicas de como planejar o seu salário - Descomplique #1

UOL Notícias

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Descomplique