PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Como usar o seu 13º salário de maneira inteligente

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

02/12/2021 04h00

Está chegando aquela hora, um dos momentos mais aguardados do ano: o pagamento do 13º salário. Com essa alegria em forma monetária vêm também as dúvidas sobre o que fazer. Será que o ideal é antecipar o pagamento de algumas contas, colocar em ações ou simplesmente gastar tudo no Natal e nas férias de começo de ano?

Dívidas com bens são prioridades

Se hoje você tem dívidas, quitá-las deve ser sua prioridade, principalmente aquelas que estão atreladas a um bem, como penhor, financiamento de carro, de casa, etc.

Isso porque, se você atrasar ou deixar de pagar essas prestações mensais, pode acabar perdendo o seu bem, o que é algo bastante grave. Então, se você tem alguma dessas contas em atraso, vá atrás para pagá-las. Se o dinheiro não der para pagar toda a conta, pelo menos tente um acordo e pague o máximo que conseguir.

Infelizmente, algumas vezes o problema não acaba somente com a tomada do bem. Se chegar ao extremo de perder algo que você batalhou para comprar, ainda corre o risco de ter que arcar com outros gastos não previstos como custas judiciais, o que vai acabar encarecendo ainda mais a sua dívida.

Depois as de juros altos

Logo em seguida, seu foco deve ser em pagar as dívidas com juros altos, como cheque especial e rotativo do cartão. Essas dívidas têm juros que podem passar de 10% ao mês, o que faz com que a sua dívida cresça sem parar, como uma bola de neve, e cada mês fica mais difícil conseguir se livrar delas.

Para você entender como esses juros atuam, se ficar devendo R$ 1.000, no período de 1 ano e com uma taxa de 10% ao mês sua dívida vai ter passado de R$ 3.100, o triplo do valor inicial. Não dá para dar bobeira com dívidas caras!

Outras contas

Se você não tem dívidas de algum bem ou atrelada a um, se não tem dívidas com juros altos e não tem outras contas em atraso, então pode usar o seu 13º para antecipar alguma conta que vai ter em 2022, como IPTU, IPVA, matrícula escolar, etc.

Lembre-se de que, infelizmente, os boletos chegam para todo mundo todos os meses. Eu sei que é grande a vontade de gastar, comprar presentes lindos, fazer uma viagem incrível, mas não podemos esquecer compromissos e parcelas que assumimos pagar.

O 13º salário realmente não é um dinheiro que chega para aliviar todos os nossos problemas e as contas, mas pode auxiliar em um momento mais delicado e que pode levar a consequências mais graves, como ter que abrir mão de alguma coisa sua. Use com sabedoria essa grana que você se esforçou tanto durante o ano para conseguir receber agora.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL