PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

4 dicas básicas para planejar o fim de ano e começar 2022 sem dívidas

FG Trade/iStock
Imagem: FG Trade/iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

22/12/2021 04h00

Estamos a poucos dias do começo de um novo ano. Com ele vêm novas chances de mudar, de ser melhor, de cuidar mais das finanças. Porém, de nada adianta você falar que quer mudar e não colocar em prática. Chegou o momento de sair das dívidas de uma vez por todas e entrar em 2022 com a conta no azul.

Visão geral

A primeira coisa que você precisa fazer é entender que o que aconteceu até aqui não pode continuar. Se estava endividado e não tinha dinheiro sobrando, isso não pode mais acontecer. Está na hora de mudar e fazer diferente. Comece sabendo para onde está indo o seu dinheiro.

Aqui não há lugar para dúvidas. Sente e anote todos os seus gastos, quais são suas dívidas maiores, as com maiores juros e os seus gastos. Anote o valor dos seus ganhos e diminua os seus gastos. Dessa forma, você saberá o quanto tem de sobra ou falta no mês. Se não fizer seu planejamento, dificilmente vai conseguir sair dessa situação.

Diminua o que puder

Provavelmente você encontrará gastos que pode cortar, diminuir ou substituir no seu dia a dia e não farão tanta falta assim. Ter diversos serviços de assinatura de televisão e música, pagar tarifa bancária ao invés de ter uma conta em um banco digital, fazer compras picadas no mercado. São pequenas coisas do dia a dia, mas que no bolso acabam pesando bastante.

Use seu 13º a seu favor

Você é um dos felizardos que receberam o 13º salário e já está pensando em gastá-lo na ceia de Natal ou em presentes? Não faça isso! Use para quitar alguma conta que você tem ou negociar alguma dívida. Eu sei que a ideia de usar essa grana com isso é muito ruim, mas é necessária caso você queira começar o ano com dinheiro.

Faça mais dinheiro

Esta é a hora de você fazer renda extra. Vale tudo aqui: hora extra no trabalho, fazer sobremesas para vender no Natal, cuidar dos animais de estimação dos vizinhos que viajarem. Enfim, opções não faltam. Na verdade, o que às vezes vejo que sobra é a vergonha de fazer algo novo e diferente. Entenda que você não está fazendo nada de errado e não é nenhum demérito tentar aumentar sua renda.

Lembre que nesse novo ano, além de sonhos e desejos a serem realizados, também temos boletos e contas a pagar. Cuidado para não entrar novamente no vermelho. É muito fácil gastar, mas é difícil sair. O seu esforço de agora será recompensado não apenas no próximo ano, mas para a sua vida inteira.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL