PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Econoweek

Saiba como investir só R$ 100 no Tesouro Selic para a reserva de emergência

César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

13/11/2020 04h00

Eu fui mais um que gastou dinheiro da reserva de emergência nos últimos meses. Não foi fácil, não é?! Mas, agora, enquanto as coisas voltam ao normal, chegou a hora de construir de novo essa minha reserva.

Eu sou César Esperandio, economista do Econoweek, a tradução da economia. Agora, vou explicar o passo a passo de como fazer o investimento mínimo no Tesouro Selic.

Nesse artigo, vou mostrar:

  • Como fiz a transferência do dinheiro da conta do meu banco para a minha corretora;
  • Como foi fazer o investimento de mais ou menos R$ 100 no Tesouro Selic;
  • E vou aproveitar para explicar o que é a reserva de emergência, se ainda não está muito claro para você.

No vídeo acima, mostrei tudo isso na prática para os #Econoweekers que já seguem a gente.

O que é a reserva de emergência?

A reserva de emergência, que eu até prefiro chamar de reserva de segurança (e você já vai entender o porquê), é um dinheiro que você deixa reservado para usar em casos de imprevistos.

Perdeu o emprego, quebrou a tela do celular, ralou o carro, surgiu uma viagem legal de última hora? Você tem dinheiro para lidar com tudo isso sem desespero e sem ter que pedir emprestado.

Reparou que eu falei até de viagens? Pois é! É por isso que eu prefiro chamar de reserva de segurança, porque ela não serve só para situações indesejadas.

Mas, no caso mais drástico, como ser demitido, você tem a tranquilidade de ficar até um ano para encontrar outro emprego; sem pressa e sem ter que reduzir o padrão de vida.

Por isso, o tamanho recomendado da reserva de emergência é de seis meses a um ano dos seus gastos médios. Se costuma gastar R$ 1.000 por mês, é legal ter entre R$ 6.000 e R$ 12 mil nessa reserva.

Na sua opinião, qual é o tamanho ideal da reserva de emergência?

Lá no Instagram do Econoweek há um destaque nos stories só para explicar todos os detalhes da reserva de emergência, inclusive quais são os investimentos mais adequados.

Mas deixa eu mostrar logo como foi que eu fiz esse investimento de R$ 100 no Tesouro Selic.

Passo a passo

A primeira coisa que você tem que fazer é transferir o dinheiro que reservou para investir da conta do seu banco para a conta da sua corretora.

Transferência

Essa etapa é muito simples porque a sua corretora vai informar os dados da sua conta, que é exatamente no mesmo formato de uma conta normal em um banco, que também é registrada no seu nome.

Feita a transferência, seu dinheiro chegará na sua conta na corretora em alguns minutos. Então, é só escolher onde vai investir.

Como investir?

Para a reserva de emergência, o dinheiro tem que estar disponível para sacar a qualquer momento, tem que ser seguro e não pode ter o sobe e desce, como nas ações, para que você não tenha prejuízo bem na hora que solicitar o resgate em um dia ruim da Bolsa.

Por alguns motivos, eu escolhi o Tesouro Selic para esse meu novo aporte na reserva de segurança. Ele tem todas as características que eu falei: a corretora não cobra por esse tipo de investimento e também não há mais incidência da taxa de custódia da Bolsa para os primeiros R$ 10 mil investidos no Tesouro Selic.

Isso vale para todo mundo. Se tiver R$ 11 mil investidos, só vai pagar a taxa de custódia sobre os R$ 1.000 que excederem esse limite. Mas pode ficar tranquilo que a taxa é bem baixinha, de 0,25%.

Então é só buscar por "renda fixa" na página da sua corretora e procurar pelo Tesouro Selic.

Depois disso, você vai informar o valor que deseja investir e confirmar a operação com a sua senha, código ou alguma etapa de verificação de segurança que a sua corretora vai pedir para você informar.

No dia que fiz esse investimento, o valor mínimo de investimento no Tesouro Selic era de R$ 106,40. E foi justamente esse o valor do meu investimento.

Se você for investir, apesar desse valor mínimo mudar de um dia para o outro, pode ficar tranquilo que ele não muda muito.

Pronto! Parabéns! Você acabou de fazer um novo aporte na sua reserva de emergência e está mais protegido pois seu dinheiro vai render exatamente quanto for a taxa Selic e ainda poderá sacar o dinheiro acrescido dos juros do rendimento a hora que precisar, sem burocracia.

Onde investir sua reserva de emergência?

O Tesouro Selic não é a única opção para investir sua reserva de emergência. Então, separei algumas dicas para você decidir a melhor maneira de investir seu dinheiro:

  • A corretora Toro, além do Tesouro Selic, passou a oferecer cashback para quem investe em qualquer um de seus fundos de investimentos. Se ele tiver liquidez imediata, for conservador e cobrar uma taxa de administração baixa, também pode ser uma alternativa;
  • Quer encontrar os títulos de renda fixa com os melhores retornos? O App Renda Fixa é um aplicativo que mostra todas as opções de investimentos, disponíveis em todas as corretoras, depois que você informar quanto quer investir e por quanto tempo;
  • E se sua reserva de emergência já está em dia, a gestora Magnetis estrutura estratégias de investimentos para diferentes necessidades, desde para quem quer mais risco ou menos.

Para me ver investindo na prática na minha reserva de emergência, não deixe de assistir ao vídeo acima, que tem muito mais dicas sobre investimentos.

O quanto você acha ideal para se ter investido na reserva de emergência? Conte aqui nos comentários.

Também dá para falar com a gente em várias de nossas redes sociais, como nosso canal do YouTube, Instagram e nossos podcasts no Spotify. A gente sempre compartilha muito conhecimento sobre economia, finanças e investimentos. Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.