PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Econoweek

4 coisas que eu queria saber aos 20 anos que teriam me deixado mais rico

César Esperandio

César Esperandio

César Esperandio é economista com ênfase em planejamento financeiro, com larga experiência no mercado financeiro. Já atuou em setores macroeconômicos de bancos e consultorias, além de ter passado por empresa de pesquisas de mercado. Hoje se dedica exclusivamente ao Econoweek, com foco em investimentos.

11/12/2020 04h00

O que você faria diferente se pudesse voltar dez anos da sua vida e reescrever a sua história? Conforme o tempo passa, ganhamos mais experiência que seria útil nas situações que vivemos anos atrás.

Eu sou o César do Econoweek, a tradução da economia. E no vídeo acima foi justamente essa reflexão que fiz sobre os conselhos que eu daria para mim mesmo aos 20 anos de idade.

Não tenha vergonha de dizer 'não sei'

Não tenha medo de falhar, principalmente nas etapas iniciais da vida. Se eu soubesse disso, teria amadurecido profissionalmente muito mais rápido, bem como em outras esferas da vida.

Perder o medo de dizer "não sei" vai fazer você encontrar bons tutores para várias áreas da vida, seja na profissional, nas finanças ou em qualquer outra coisa.

Ninguém liga para você

No bom sentido, cada um está tão preocupado apenas consigo próprio que ninguém repara muito nos outros. Então, faça o que acha que deve fazer (desde que mantenha o bom senso).

Já reparou, principalmente quando somos jovens, que às vezes queremos comprar ou frequentar os lugares da moda e nem sempre isso tem muito a ver com a gente? Pois é! Quase ninguém vai reparar se você fizer diferente.

Então, não ligue se você economiza enquanto os outros gastam.

A felicidade vem de dentro

Não sou um milionário, mas já conquistei boa parte do que sonhava quando era mais jovem. E me pergunto "e daí?".

Quando era mais novo, imaginava que se eu tivesse muito dinheiro todos meus problemas e estresses deixariam de existir, como em um passe de mágica.

A verdade é que não é bem assim. Podemos ter todo o dinheiro do mundo e mesmo assim sermos infelizes.

Vale a pena se questionar se tudo o que anda gastando tem realmente a ver com o que te faz feliz ou se está apenas reproduzindo padrões.

Não há atalhos para o caminho do empenho

Quando jovem, já me encantei por promessas de atalhos que alguns trilhavam. Hoje, vemos os influenciadores fingindo ser milionários sem fazer praticamente nada, curtindo a vida e vendo seu dinheiro se multiplicar.

Essa e outras cenas das redes sociais são falsas promessas de atalhos para resultados e dinheiro rápido e fácil. Isso não existe!

Mesmo que seja muito talentoso, não adianta esperar que os resultados venham sem ação.

Conselhos de investimentos

No vídeo acima, falei de vários outros conselhos que eu daria para mim mesmo mais jovem. Vale a pena conferir.

Mas já que somos um canal de finanças e investimentos, também separei algumas dicas de como se planejar e usar seu dinheiro de modo otimizado em 2021:

  • Quer encontrar os títulos de renda fixa com os melhores retornos? O App Renda Fixa é um aplicativo que mostra todas as opções de investimentos, disponíveis em todas as corretoras, depois que você informar quanto quer investir e por quanto tempo;
  • Há investimentos de renda fixa alternativos, tais como os CCBs da MatchMoney, com selo de segurança da ABFintechs e rendimentos que chegar a ser seis vezes maiores que o Tesouro Selic;
  • A corretora Toro dispõe de uma maneira de investir em ações sem precisar do home broker, que muitas vezes é um "complicômetro" para quem ainda não está habituado com a Bolsa, além de não cobrar taxa de corretagem na compra e venda de ações;
  • Para o seguro de vida, é importante conversar com um corretor para ele entender o que você deseja proteger e lhe ajudar com simulações. Um exemplo de seguradora é a MetLife.

Qual conselho você daria para você mesmo dez anos mais jovem? Conte nos comentários ou fale com a gente pelo nosso canal do YouTube e Instagram.