PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

João Branco

Não conte isso para o Papai Noel

João Branco

João Branco tem mais 20 anos de experiência em grandes marcas e trabalha desde 2014 no McDonald's, onde é o Diretor de Marketing e lidera o talentoso time que está batendo todos os recordes de vendas da história do Big Mac. João estudou em algumas das melhores universidades do mundo mas aprendeu no "Méqui" o que nenhuma aula teórica foi capaz de ensinar: que o resultado sempre vem quando o consumidor ama muito tudo isso.

Colunista do UOL

23/12/2020 11h00

Muitos marketeiros gostam do Natal. É uma data boa para vender panetone, espumante e peru. Mas não apenas isso. O "espírito natalino" traz sentimentos de otimismo que ajudam a incentivar o consumo. O décimo terceiro e as férias também causam um relaxamento no controle dos gastos. E ainda tem o clima ensolarado de Dezembro, que dá uma bela ajuda. Se você duvida, preste atenção nessa informação: a semana do Natal é o período com maior interesse pela palavra "cerveja" na internet brasileira - a diferença não é pequena: em média esses dias têm 60% mais buscas por essa bebida do que no restante do ano. É quase tão sazonal quanto a palavra "presente", que sobe 75% em interesse nessa semana.

Mas os marketeiros que ficam mais animados certamente são os que trabalham na equipe do Papai Noel, uma "celebridade" que praticamente só aparece nessa época do ano. Como ele está sempre voando com o trenó, imagino que também tenha metas para bater. Talvez seja um número de presentes distribuídos ou chaminés visitadas. Mas, pensando melhor, acho que a pressa dele deve ser por receio de entrar no Procon ou no Reclame aqui por não ter cumprido o prazo de entrega.

Brincadeiras à parte, esse ano o Natal deve ser esquisito, não é? Para muita gente ele vai ter menos abraços, lembrancinhas mais modestas e frango no lugar do peru. Um fim de ano tão esperado, mas que vai ser menos comemorado por motivos de "acabou a grana" e "estamos preocupados". Mas... o que precisamos para que essa data seja um FELIZ Natal? Qual presente realmente necessitamos?

Em 2020 não teve Olimpíadas, desfile de 7 de Setembro, paradas ou marchas. Não teve NBA, Oktoberfest, salão do automóvel ou lançamento de grandes filmes. Não teve Fashion Week, viagens de formatura nem grandes shows em estádios. Pelo menos não como esperávamos.

Mas o ano que nunca terminava está chegando ao fim, comprovando que o "tiozão" tem razão nas piadas de família quando diz que "até a uva passa". E vai ter Natal, sim. Porque Natal não é sobre aglomerar ou não. Também não é sobre ser feriado ou não. E claramente não é sobre Papai Noel. É sobre um nascimento. Que trouxe esperança, alegria, cura e paz. As mesmas coisas que estamos precisando agora.

Esse dia existe para lembrarmos do presente mais importante que nos foi enviado em toda história. Um "recebido" glorioso, majestoso, transformador. A dádiva maior. Que chegou na hora certa, trazendo consigo exatamente o que necessitávamos.

Quando presenteamos, mostramos que nos importamos. Então, já parou para imaginar o quanto você é estimado por aquele que te mandou o seu único filho? Ele não precisou de uma equipe de Marketing e nem de renas voadoras para mudar a nossa história. Trouxe apenas um lote bem grande. De amor.

Independente se você vai estar acompanhado ou não, se a sua mesa vai estar farta ou não, se o Papai Noel vai trazer algum pacote ou não, o maior presente de todos está garantido. Ele não foi comprado na promoção da Black Friday, custou bem caro. Mas já está tudo pago. Para que você pudesse aproveitar completamente tudo que ele tem para você hoje.

Desejo que o seu Natal seja muito feliz. Que você reflita sobre o real significado dessa data e de como a sua vida pode ser diferente em 2021. E ainda desejo que você não conte nada disso para o Papai Noel, porque sinceramente não quero que os seus marketeiros percam o emprego. Bom fim de ano para você e seus amados!

Papai Noel - Felipe Tomazelli - Felipe Tomazelli
Imagem: Felipe Tomazelli

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.