IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Ibovespa hoje: Deflação; varejo e juros são os destaques desta quarta-feira

iStock/Getty Images
Imagem: iStock/Getty Images

17/05/2023 09h06

Esta é a versão online da newsletter Por Dentro da Bolsa enviada hoje (17). Quer receber antes o boletim e diretamente no seu email? Clique aqui. Os assinantes UOL ainda podem receber dez newsletters exclusivas toda semana.

A manhã desta quarta-feira (17) começa com a divulgação do IGP-10, o índice de inflação geral medido pela FGV entre os dias 10 de cada mês. O resultado mostrou deflação maior do que previsto, de 1,53% —a estimativa era de -1,25%. Dados de inflação mais baixa encorajam as expectativas de cortes de juros sendo antecipados.

Hoje, ainda teremos os dados das vendas no varejo referente a março. Os números vão mostrar também como está o ânimo dos consumidores nesse setor.

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, participa de evento às 9h15. Os investidores continuam céticos sobre a possibilidade de corte na Selic, a taxa de juros básica do país, no curto prazo.

Na Câmara, se arrasta a votação do arcabouço fiscal. Hoje, deputados devem votar regime de urgência para o texto, que será colocado em votação daqui uma semana.

As bolsas na Europa amanhecem mistas enquanto os mercados futuros nos EUA sinalizam leve alta para o dia. A maior preocupação é o teto da dívida norte-americana, que está sendo negociada pelo presidente Joe Biden com o Congresso. A negociação com o presidente da Câmara deve ocorrer ainda nesta quarta.

A agenda econômica dos EUA ainda traz a divulgação a dados referentes ao mercado imobiliário. O setor vem passando por um desaquecimento nos últimos meses e pode afetar o mercado em suas preocupações sobre uma recessão mais forte.

Na Ásia, os mercados chineses foram os que mais caíram. A queda reforça a tese de que a recuperação econômica na China foi interrompida.

Um dos dados que assustou foi a taxa de desemprego entre os mais jovens. O índice alcançou patamar histórico de alta, aos 20,4%, indicando dificuldade do mercado em absorver novos trabalhadores.

No Japão dados locais do PIB ajudaram o mercado a subir. O crescimento anualizado foi de 1,6%, vindo acima do esperado, que era de 0,8%.

Do lado das commodities, os preços tentam se recuperar em meio a expectativas mistas dos investidores.

**********

Veja como foi o fechamento de dólar, euro e Bolsa na terça (16):

Dólar: +1,12%, R$ 4,943
Euro: +1%, R$ 5,369
B3 (Ibovespa): -0,77%, 108.193,68 pontos

**********
NA NEWSLETTER UOL INVESTIMENTOS

A newsletter UOL Investimentos mostra 8 ações — além da Petrobras — que devem pagar bons dividendos em 2023. Veja a lista completa e as perspectivas de ganho para cada um dos papéis. Para se cadastrar e receber a newsletter semanal, clique aqui.

Queremos ouvir você

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre investimentos? Mande sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Mais dicas de investimentos

Renda fixa é o melhor investimento hoje? Quanto rende? Leia mais

Ações do Magazine Luiza caem após prejuízo; o que fazer? Leia mais

Yduqs, de educação, disparou mais de 50% no mês; vale investir? Leia mais

Ações da Petrobras sobem. O que o mercado achou da nova política? Leia mais

UOL Investimentos

Cuidado com 3 investimentos que bancos e corretoras gostam de empurrar. Leia mais

Como escolher investimentos que depositam dinheiro na sua conta todo mês. Leia mais

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.