IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Aprovação do arcabouço fiscal e juros nos EUA impactam a Bolsa; entenda

24/05/2023 08h25

Veja as principais notícias que impactam o seu bolso hoje.

Assista ao vivo aos destaques dos mercados hoje, com análises dos especialistas de Research do PagBank, e se prepare para investir melhor.

Acompanhe o programa diariamente, de segunda a sexta-feira, às 8h40, e fique bem informado sobre todas as notícias e mudanças que impactam os mercados. Aproveite também para tirar suas dúvidas sobre investimentos.

O programa é apresentado pela equipe de Research e Economia do Pagbank.

Conheça a página de Investimentos do UOL, onde você tem orientações sobre como investir melhor para conquistar um sonho e garantir seu futuro.

Tem dúvidas? Envie sua pergunta para uoleconomiafinancas@uol.com.br.

Veja a análise do dia no vídeo a seguir, confira os destaques noticiosos mais abaixo e tenha um bom dia de investimentos:

Na noite desta terça-feira (23), a Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do novo arcabouço fiscal. O projeto foi aprovado depois de conseguirem condicionar que o aumento de gastos em 2024 seja feito somente com aumento de receitas.

A mudança foi feita para mostrar que o governo está comprometido com um controle de gastos um pouco mais realista. Nesta quarta-feira, haverá ainda a votação de outros destaques que podem resultar em mais alterações ao texto.

A aprovação do arcabouço fiscal indica que o pregão de hoje pode ser melhor do que no exterior.

Pela manhã, o mercado futuro das Bolsas norte-americanas amanhece em baixa, enquanto as bolsas europeias caem. O motivo é o impasse sobre a dívida dos EUA e a inflação no Reino Unido acima das estimativas.

Dados da inflação britânica fazem o mercado elevar as apostas em uma alta de juros do Banco da Inglaterra. Apesar de ter saído dos dois dígitos, a inflação no Reino Unido está em 8,7%, um dos maiores patamares dos últimos 30 anos.

Nos EUA, hoje sai a ata do Fomc, o comitê de política econômica, às 15h. O relatório deve mexer com os mercados com suas perspectivas para aumento ou corte de juros em meio a inflação ainda persistente.

Do lado das commodities o minério de ferro continua caindo forte. Segundo o maior produtor global de aço, a empresa chinesa Baowu Steel Group, o consumo do setor imobiliário e de veículos está relativamente baixo e a demanda tem vindo menor do que a esperada.

A notícia impacta as ações da Vale, que estão refletindo essa forte queda do minério e pode continuar em baixa nas próximas semanas. A informação também puxa as bolsas asiáticas que encerram o pregão em queda.

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.