IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Conteúdo de Marca


Conteúdo de Marca

6 sinais de alerta que o corpo dá durante a prática de exercícios físicos

UOL Content_Lab para BB SEGUROS

09/12/2019 16h40

A prática frequente de exercícios físicos previne uma série de doenças, melhora a capacidade respiratória, a circulação do sangue e até mesmo ajuda no tratamento complementar de doenças. No entanto, muitas vezes é necessário ter o acompanhamento médico das atividades físicas. Afinal, alguns sinais enviados pelo corpo mostram como o nosso físico "fala" e podem indicar doenças ou problemas crônicos.

Conheça seis sinais de alerta durante a prática de exercícios:

1. Dores no peito - doenças do coração

Se até mesmo atletas bem-preparados podem sofrer de um mal súbito no coração, o que dirá um "atleta de final de semana"! Se ao menor esforço você sente dores no peito ou taquicardia é bom procurar um médico cardiologista e passar por exames como um eletrocardiograma para detectar qualquer possível disfunção.

2. Falta de ar - Doenças respiratórias ou cardiorrespiratórias

Se um pique curto acelerado ou mesmo uma corrida mais longa e leve acarretar uma falta de ar, você precisa buscar ajuda médica. No caso, de um pneumologista, o especialista do sistema respiratório. A dificuldade de retomar o fôlego pode indicar doenças crônicas respiratórias ou pior: algum comprometimento no pulmão. Como o pulmão sempre está ligado ao coração, este vai se acelerar para compensar a falta de oxigênio e o comprometimento pode ser até maior.

3. Dores frequentes nas costas - Problemas na coluna

O tênis do final de semana ou um mero bate-bola podem disparar sinais na sua coluna, como dores ou um "travamento" que dificulta a mobilidade. Isso pode indicar a falta do bom e velho alongamento antes da prática ou mesmo ser fruto de algo crônico, como uma lombalgia, uma hérnia de disco ou até artrose. O uso de tênis corretos para o tipo de esporte praticado pode ajudar na prevenção, mas se a dor for repetitiva um ortopedista é a melhor saída para que o problema não se agrave.

4. Dores musculares - Doenças circulatórias

Uma simples dor muscular ao praticar esportes pode ser aliviada com uma banana, por conter potássio - quem não lembra da dica do tenista Guga Kuerten? No entanto, se for persistente, isso pode ser sinal de um problema circulatório como varizes ou um primeiro alerta de ocorrências mais graves como uma trombose - uma formação de coágulos, que acontece mais frequentemente nas pernas - e é melhor se consultar com um angiologista. Alimentos ricos em fibras, muita água, exercícios físicos e roupas confortáveis podem diminuir os riscos.

5. Dores nas articulações - Osteoporose

Se os joelhos, ombros ou cotovelos "reclamam", mesmo que levemente, isso pode ser um primeiro sinal de uma doença pouco sintomática ou até mesmo silenciosa, a osteoporose. A falta de cálcio nos ossos pode gerar fraturas durante a prática desportiva devido a esforço elevado. Neste caso, é o seu sinal mais grave. Um conjunto de especialistas pode ser consultado neste caso, de geriatras a ortopedistas (em casos de fratura) e ainda reumatologistas e fisiatras. O consumo de alimentos com cálcio e vitamina D podem agir na prevenção.

6. Dores e inchaços nos tendões - Tendinites

Exercícios repetitivos ou feitos incorretamente podem levar a dores, inchaços, edemas e inflamações ou irritações nos tendões (e temos mais de 4 mil deles no corpo), algo que pode ganhar um maior vulto com a ruptura parcial ou total do tendão. A mais comum em corredores é no chamado tendão de Aquiles, no calcanhar. Não ignore essas dores que aparecem durante a prática de atividade física, para não ocasionar lesões maiores, e fale com um ortopedista. Reforço muscular e muito alongamento ajudam na precaução.

Esta página é uma produção do UOL Content_Lab para BB SEGUROS e não faz parte do conteúdo jornalístico do UOL