PUBLICIDADE
IPCA
1,15 Dez.2019
Topo

Cotações


Bolsa fecha em alta, mas ações da Hering desabam 12%; dólar cai a R$ 2,03

Do UOL, em São Paulo

10/01/2013 18h03Atualizada em 10/01/2013 18h19

Bovespa fechou em alta nesta quinta-feira (10), pelo segundo dia seguido, com preocupações com o cenário doméstico ofuscando dados melhores que o esperado de exportações da China. O Ibovespa (principal índice da Bolsa) avançou 0,16%, a 61.678,31 pontos.

dólar comercial fechou em queda de 0,38%, a R$ 2,03 na venda. O cenário externo estava mais positivo diante de dados melhores da China, dos Estados Unidos e indicações de que a economia da zona do euro poderá se recuperar gradualmente.

Operadores, no entanto, acreditam que a moeda teve uma queda modesta e deve mostrar pouca variação com a perspectiva de que o Banco Central continuará atento ao mercado e deve impedir oscilações excessivas.

Veja ainda no UOL a cotação das ações, fechamentos anteriores da Bolsa e o histórico do dólar.

Hering desaba após divulgar vendas menores que o esperado

A varejista de vestuário Hering teve a maior queda da Bolsa nesta quinta. A empresa divulgou vendas abaixo do previsto no quarto trimestre de 2012, o período mais importante do ano para o comércio. A ação fechou em queda de 11,92%, a R$ 38,35

A empresa admitiu que errou ao subestimar o potencial de crescimento da demanda no último trimestre de 2012, principalmente em dezembro, o que levou a empresa a ter vendas abaixo do previsto no período mais importante para o varejo, com um desabastecimento das lojas.

"Não esperávamos um desempenho de vendas tão fraco no quarto trimestre, o que agora confirma nossa visão cautelosa (quanto à ação)", afirmaram analistas do BTG Pactual, em nota. A equipe do BTG projetava alta de 15,5% em receita bruta, e vendas 7% maiores.

Ações mais negociadas

As blue chips (ações mais negociadas da Bolsa) foram as principais influências positivas nesta sessão, com OGX (OGXP3) saltando 3,53%, a R$ 4,99. A preferencial da Petrobras (PETR4) subiu 0,76%, a R$ 19,83, e a da Vale (VALE5) teve alta de 0,67%, a R$ 40,57.

Liderando os ganhos do Ibovespa, destaque para a unit do Banco Santander (SANB11), que subiu 5,06%, e Natura (NATU3), com valorização de 3,91%.

Bolsas internacionais

As ações europeias fecharam em baixa, e o índice pan-europeu recuou de um recorde em quase dois anos atingida mais cedo no dia, na medida em que declarações do presidente-executivo da Swatch sobre a perspectiva para exportações de relógios suíços prejudicou as ações do setor de luxo.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, registrou oscilação negativa de 0,34%, a 1.164 pontos. Mais cedo, o índice atingiu 1.170 pontos, nível não visto desde março de 2011.

As ações asiáticas subiram, após dados comerciais chineses melhores que o esperado ampliarem o tom positivo nos mercados globais, fortalecendo os sinais de recuperação da segunda maior economia do mundo.

As ações de Hong Kong subiram 0,59%, atingindo seu maior valor em 19 meses. O índice japonês Nikkei subiu 0,7%. O índice de Seul encerrou em alta de 0,75%. O mercado de Taiwan avançou 0,94%, enquanto o índice referencial de Xangai subiu 0,37%. Cingapura fechou em alta de 0,18%.

(Com informações da Reuters)

Cotações