Bolsas

Câmbio

Bolsa sobe 2% e atinge maior nível desde 2011; Eletrobras salta quase 50%

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta terça-feira (22) em alta de 2,01%, a 70.011,25 pontos. É a maior alta percentual diária desde 2 de maio (+2,02%) e o maior nível de fechamento desde 19 de janeiro de 2011 (70.058,08 pontos). Desde essa data o índice não fechava acima de 70 mil pontos. Na véspera, a Bolsa havia caído 0,12%.

A maior alta do dia foi da Eletrobras. As ações ordinárias (com direito a voto) da empresa saltaram 49,3%, a R$ 21,20, enquanto as preferenciais (que dão prioridade na distribuição de dividendos) saltaram 32,08%, a R$ 23,55. Investidores estavam otimistas com a proposta de privatizar a companhia anunciada na segunda-feira.

Os papéis do Banco do Brasil avançaram  4,41%, enquanto os da Petrobras subiram mais de 3%. As ações do Bradesco (+2,26%), do Itaú Unibanco (+2,12%) e da mineradora Vale (+0,35%) também fecharam em alta. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

Dólar sobe 0,4%, a R$ 3,181

dólar comercial fechou em alta de 0,4%, cotado a R$ 3,181 na venda. É o segundo avanço seguido da moeda norte-americana, que subiu 0,71% na véspera.

Investidores estavam cautelosos, após a comissão que analisa a criação da TLP (Taxa de Longo Prazo) ser encerrada sem votar o tema. A nova taxa vai substituir a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), usada como base nos empréstimos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social).

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos