Bolsas

Câmbio

Bolsa sobe e fecha acima de 71 mil pontos pela 1ª vez em 6 anos e meio

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quinta-feira (24) em alta de 0,93%, a 71.132,8 pontos. É o terceiro avanço seguido e o maior nível de fechamento desde 12 de janeiro de 2011 (71.632,9 pontos). O índice não fechava acima dos 71 mil pontos desde essa data. Na véspera, a Bolsa subiu 0,67%.

Entre os destaques do dia, as ações da mineradora Vale saltaram 4,12%, a R$ 33,88, influenciadas por relatório positivo de analistas de mercado. Os papéis do Banco do Brasil (+0,34%), do Bradesco (+0,33%), do Itaú Unibanco (+0,83%) e da Petrobras (+0,56%) também fecharam em alta. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

As ações da Eletrobras, que caíram 11% na véspera, voltaram a subir. As ações ordinárias (com direito a voto) da empresa ganharam 3,98%, a R$ 19,61, enquanto as preferenciais (que dão prioridade na distribuição de dividendos) avançaram 1,26%, a R$ 21,67.

Dólar sobe 0,16%, a R$ 3,147

dólar comercial fechou em alta de 0,16%, cotado a R$ 3,147 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana caiu 1,22%, a maior baixa percentual diária desde 12 de julho (-1,4%).

Nesta quinta, a Câmara dos Deputados aprovou medida provisória que cria a TLP (Taxa de Longo Prazo), mas ainda precisa analisar três destaques que podem mudar o texto-base. A TLP vai substituir a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) nos empréstimos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), e integrantes da equipe econômica defendem que a medida permitirá diminuir os gastos do governo. A MP ainda precisa passar pelo plenário do Senado.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos