Bolsas

Câmbio

Bolsas da Ásia fecham sem direção comum; China cai 0,56%, e Japão sobe 0,2%

Do UOL, em São Paulo

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção comum nesta quinta-feira (7), após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fazer um acordo com o Congresso para subir o limite máximo da dívida do país. O acordo impedirá a paralisação do governo federal.

Veja a variação dos mercados da região:

  • Japão: +0,2%
  • Hong Kong: -0,33%
  • China: -0,56%
  • Coreia do Sul: +1,14%
  • Taiwan:-0,09%
  • Cingapura: -0,14%
  • Austrália: +0,02%

Feriado

No Brasil, o mercado financeiro não opera devido ao feriado da Independência.

Na véspera, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em alta de 1,75%, a 73.412,41 pontos. Foi o nível mais alto em mais de nove anos: em 20 de maio de 2008, o índice fechou a 73.516,8 pontos, quando a Bolsa alcançou sua maior pontuação na história.

O resultado desta quarta-feira é o terceiro maior nível de fechamento da Bolsa na história, atrás apenas de 20 e 19 de maio de 2008 (73.438,83 pontos). 

No mercado de câmbio, o dólar comercial caiu 0,55%, cotado a R$ 3,102 na venda. Foi o menor valor de fechamento em mais de três meses: em 16 de maio, a moeda valia R$ 3,096. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos