Bolsas

Câmbio

Dólar despenca 5,6%, a R$ 3,706, maior queda diária em mais de 9 anos

Do UOL, em São Paulo

O dólar comercial fechou esta sexta-feira (8) em queda de 5,59%, cotado a R$ 3,706 na venda, após três altas seguidas. É a maior desvalorização percentual diária desde 13 de outubro de 2008, quando despencou 7,74%, no auge da crise financeira mundial.

Na véspera, a moeda norte-americana fechou a R$ 3,926 na venda, maior valor desde março de 2016. Com isso, o dólar termina a semana com baixa acumulada de 1,6%. No ano, porém, a moeda acumula avanço de 11,83%.

Leia também:

A queda do dólar veio após o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, anunciar reforço na atuação no mercado. Na noite de quinta-feira (7), o chefe do BC informou que serão ofertados US$ 20 bilhões adicionais em swaps cambiais (equivalentes à venda de dólar no mercado futuro) até o fim da próxima semana e que, se necessário, o BC poderá fazer leilões de linha ou até mesmo vender dólares das reservas no mercado à vista.

Ele ainda afastou a possibilidade de uma reunião extraordinária para mudar a taxa de juros, e reforçou as mensagens nesta sexta-feira.

O cenário político vem causando turbulências nos mercados com a proximidade das eleições presidenciais. Investidores temem que um candidato menos preocupado com o controle dos gastos públicos saia vencedor das eleições presidenciais de outubro.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos