IPCA
0.13 Mai.2019
Topo

Cotações


Cotações

Bolsa fecha em alta; dólar cai a R$ 3,939 no dia, mas tem 4ª semana de alta

Do UOL, em São Paulo

2019-05-03T17:16:42

2019-05-03T20:40:06

03/05/2019 17h16Atualizada em 03/05/2019 20h40

O dólar comercial fechou o dia em queda de 0,5%, cotado a R$ 3,939 na venda. Na semana, porém, a moeda acumulou valorização de 0,19%, na quarta alta semanal seguida.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou o dia com ganhos de 0,5%, a 96.007,89 pontos. Na semana, porém, perdeu 0,24%, interrompendo uma sequência de duas altas semanais.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Ações da Via Varejo sobem 9%

Com alta de 9,18%, as ações da Via Varejo, dona das Casas Bahia e do Ponto Frio, lideraram os ganhos da Bolsa no dia, após o conselho de administração aprovar a exclusão de uma cláusula no estatuto da empresa que encarece a venda de participações.

Depois de fortes quedas na véspera, as ações da CSN subiram 8,09% hoje.

Também tiveram ganhos a Vale (2,98%), Petrobras (0,45%) e os bancos Bradesco (1,07%) Banco do Brasil (0,58%). As ações do Itaú Unibanco fecharam em queda de 0,97%.

Desemprego nos EUA é o menor em 50 anos

O movimento dos investidores no Brasil acompanhou as notícias do exterior.

Os Estados Unidos divulgaram hoje dados sobre o mercado de trabalho em abril. O país criou 263 mil vagas no mês passado, e a taxa de desemprego caiu para 3,6%, a menor em quase 50 anos.

Reforma da Previdência

Internamente, o mercado está em compasso de espera por notícias sobre a reforma da Previdência, que ficou parada no Congresso nesta semana devido ao feriado em 1º de maio (Dia do Trabalho).

O texto está atualmente na comissão especial da Câmara dos Deputados, onde deve começar a ser analisado na próxima semana. Cabe à comissão debater a proposta apresentada pelo governo e fazer eventuais alterações.

De acordo com o presidente da comissão, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), o objetivo é concluir essa etapa e votar a reforma na comissão até junho.

(Com Reuters)

Entenda como funciona o câmbio do dólar

UOL Notícias

Mais Cotações