IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Cotações


Dólar cai após dois dias de alta, a R$ 3,762; Bolsa fecha quase estável

Do UOL, em São Paulo

17/07/2019 17h08

O dólar comercial fechou hoje em queda de 0,25%, a R$ 3,762, na venda, após dois dias seguidos de alta. O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, terminou o dia quase estável, com leve ganho de 0,08%, a 103.855,53 pontos.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Reforma da Previdência e FGTS

Investidores estavam à espera de novas informações sobre o andamento da reforma da Previdência. O resultado de hoje ainda foi influenciado pela aprovação da proposta em primeiro turno na Câmara na semana passada.

Além disso, com a reforma em pausa por ora, investidores passam a buscar informações sobre outras matérias econômicas tocadas pelo governo.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) confirmou hoje que anunciará ainda nesta semana as regras para a liberação do saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Em sua passagem pela cúpula do Mercosul, em Santa Fé (Argentina), ele afirmou que a medida "é uma pequena injeção na economia".

Cenário externo

No exterior, o mercado mostrou maior cautela ligada à disputa comercial entre Estados Unidos e China. Na véspera, o presidente norte-americano, Donald Trump, disse que os EUA ainda têm um longo caminho para concluir o acordo comercial com a China, e que pode impor tarifas sobre outros US$ 325 bilhões em produtos chineses se for necessário.

As expectativas com relação ao corte de juros do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) no fim do mês também seguem no radar de investidores.

Declarações do presidente do Fed, Jerome Powell, reforçaram a percepção de que haverá corte de juros, mas uma série de dados econômicos fortes dos EUA, divulgados nesta semana, levantou dúvidas sobre quão agressiva será a redução da taxa. Juros mais baixos tendem a atrair para outros países, como o Brasil, recursos hoje investidos nos EUA.

(Com Reuters)

Entenda como funciona o câmbio do dólar

UOL Notícias

Mais Cotações