IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Cotações


Dólar fecha a R$ 4,124 e tem maior valor em 11 meses; Bolsa cai mais de 2%

Karen Bleier/AFP
Imagem: Karen Bleier/AFP

Do UOL, em São Paulo

23/08/2019 17h04Atualizada em 23/08/2019 18h24

O dólar comercial fechou o dia em alta de 1,15%, a R$ 4,124 na venda. É a maior cotação em mais de 11 meses: em 18 de setembro de 2018, a moeda americana havia fechado a R$ 4,142. Na semana, o dólar subiu 3,01%, na sexta alta semanal seguida.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caiu pelo segundo dia seguido e fechou em queda de 2,34%, aos 97.667,49 pontos. É o menor nível de fechamento desde 17 de junho, quando a Bolsa estava em 97.623,25 pontos. Na semana, a Bolsa acumulou queda de 2,14%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Guerra comercial, Amazônia e Previdência

O mercado hoje foi influenciado principalmente por novos capítulos na guerra comercial entre EUA e China. A China anunciou mais tarifas sobre US$ 75 bilhões em produtos norte-americanos. O presidente dos EUA, Donald Trump, disse, em tom de ameaça, que até o fim da tarde anunciaria resposta às tarifas chinesas.

Declarações do presidente do Federal Reserve (banco central dos EUA), Jerome Powell, ajudaram a acalmar os mercados, mas por pouco tempo.

O mercado também reagia ao risco de eventuais barreiras comerciais aos produtos agrícolas brasileiros por causa da polêmica envolvendo as queimadas na Amazônia.

Receios de atraso na tramitação da reforma da Previdência no Senado também preocupavam o mercado. Na véspera, o relator da reforma da Previdência na Casa, Tasso Jereissati (PSDB-CE), informou que não apresentaria seu parecer nesta sexta-feira, como previsto, o que pode atrasar a tramitação em quatro ou cinco dias.

(Com Reuters)

Entenda como funciona o câmbio do dólar

UOL Notícias

Mais Cotações