PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Cotações

Ação da Embraer sobe 5,1% com 'carro voador', após disparar 15% ontem

Ações da Embraer saltaram mais de 15% ontem após confirmação de que empresa negocia combinação de sua subsidiária de "carros voadores", a Eve - Reprodução/Embraer
Ações da Embraer saltaram mais de 15% ontem após confirmação de que empresa negocia combinação de sua subsidiária de 'carros voadores', a Eve Imagem: Reprodução/Embraer

Do UOL, em São Paulo

11/06/2021 15h18Atualizada em 11/06/2021 17h48

As ações da Embraer voltaram a registrar forte alta na Bolsa de Valores, terminando o dia em valorização de 5,10%, a R$ 21,02. No último pregão, os papéis da empresa já haviam disparado mais de 15%.

Ontem, a Embraer anunciou que está em negociação com a empresa norte-americana Zanite para combinação de negócios envolvendo a Eve, subsidiária da empresa brasileira responsável pelo desenvolvimento de seu veículo elétrico de pouso e decolagem vertical (ou eVTOL, na sigla em inglês e como é chamado o "carro voador" no mercado aéreo).

Em fato relevante enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a fabricante brasileira diz que a sua subsidiária dedicada ao desenvolvimento do "carro voador" iniciou negociações relacionadas a uma possível combinação de negócios, com a Zanite Acquisition Corp., uma companhia de capital aberto dos Estados Unidos com propósito específico para aquisição.

"As negociações com a Zanite estão em curso", diz a empresa, lembrando que não pode prever se a Eve chegará a um acordo definitivo ou quais serão os seus termos.

Algumas companhias têm recorrido a um arranjo em que são adquiridas por empresas de propósito específico (Spac, na sigla em inglês) já listadas em Bolsa para acelerarem sua ida ao mercado de capitais dos Estados Unidos.

"Isso é positivo para a Embraer uma vez que ela tem valor de mercado de US$ 2,5 bilhões e a Eve sozinha poderia alcançar um valor de US$ 2 bilhões", afirmaram os analistas Victor Mizusaki e Pedro Fontana, do Bradesco BBI.

Além disso, o Bank of America elevou a recomendação dos ADRs da Embraer para "compra".

(Com Estadão Conteúdo e Reuters)

Cotações