PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Cotações

Dólar fecha em leve alta de 0,13%, a R$ 5,516; Bolsa cai 0,24%

Suamy Beydoun/AGIF/Estadão Conteúdo
Imagem: Suamy Beydoun/AGIF/Estadão Conteúdo

Do UOL*, em São Paulo

14/10/2021 17h29Atualizada em 14/10/2021 18h28

O dólar comercial voltou a subir nesta quinta-feira, mesmo após o Banco Central injetar US$ 1 bilhão no mercado de câmbio na véspera. A moeda norte-americana teve alta de 0,13% e fechou o dia cotada a R$ 5,516 na venda.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira (B3), teve queda de 0,24%, a 113.185,48 pontos, na contramão das principais Bolsas dos Estados Unidos e da Europa, que tiveram altas significativas com a divulgação dos balanços de grandes empresas acima das expectativas. Porém, o índice permaneceu acima dos 113 mil pontos, patamar que voltou a ultrapassar ontem após duas semanas.

Com o desempenho de hoje, o dólar agora soma valorização de 6,31% frente ao real em 2021. O Ibovespa, em contrapartida, registra queda de 4,9% desde o início do ano.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

Na contramão dos mercados internacionais

O principal índice de ações brasileiras foi na contramão do otimismo dos mercados internacionais e recuou, pressionado principalmente por ações de empresas ligadas ao mercado doméstico.

O Ibovespa chegou a subir na abertura, mas logo perdeu força e gravitou boa parte da sessão em torno do zero antes de fechar em baixa.

O giro financeiro, de R$ 24 bilhões, contrastou com os volumes robustos nas sessões de vencimento de índice, na véspera, e de opções sobre ações, na sexta-feira.

Os principais índices das Bolsas dos Estados Unidos e da Europa fecharam com alta significativa, após Citi, Wells Fargo, Bank of America e Morgan Stanley reportarem resultados do terceiro trimestre nesta manhã, com lucro acima das previsões do mercado, apoiados na reversão de provisões para perdas com calotes.

*Com Reuters

PUBLICIDADE

Cotações