PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Cotações

Dólar cai e fecha em R$ 4,761; Bolsa também encerra dia em queda

Em relação à semana anterior, o dólar subiu 0,29%. Na variação mensal, a moeda desceu 7,65% e na anual, 14,61% - Getty Images
Em relação à semana anterior, o dólar subiu 0,29%. Na variação mensal, a moeda desceu 7,65% e na anual, 14,61% Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/03/2022 17h25

Nesta quinta-feira (31) tanto o dólar quanto a Bolsa de Valores fecharam o dia em queda. A moeda estrangeira caiu 0,54% e ficou cotada a R$ 4,761. Já o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3) teve saldo negativo de 0,22%.

Em relação à semana anterior, o dólar subiu 0,29%. Na variação mensal, a moeda desceu 7,65% e na anual, 14,61%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

Ao longo do dia, a moeda americana chegou a oscilar entre altas e baixas. Colaborando para a oscilação no dia estava uma agenda cheia de indicadores.

Pela manhã, investidores receberam dados de desemprego domésticos melhores do que o esperado, enquanto nos Estados Unidos números mostraram alta nos pedidos de auxílio-desemprego e salto anual de 6,4% do índice de inflação PCE, a maior taxa desde 1982.

Apesar da indefinição desta manhã, o real "é o claro destaque positivo para o trimestre" entre as principais moedas do mundo, disse em postagem no Twitter Robin Brooks, economista-chefe do Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês).

"Isso se deve ao aumento dos preços das commodities, mas também a uma recuperação há muito atrasada ante uma grande subvalorização", declarou Brooks.

Bolsa cai após dois dias de alta

A Bolsa de Valores de São Paulo encerrou o dia a 119.999,23 pontos, com queda de 0,22% em relação a ontem. Com isso, a B3 reverteu a tendência observada nos ultimos dois dias.

Na variação semanal, a Bolsa subiu 0,77%. Na mensal, o aumento foi de 6,06%; na anual o balanço é 14,48% positivo.

A ação com a maior alta do dia foi a Sabesp (SBSP3), com alta de 4,29%. O destaque negativo ficou com a Americanas (AMER3), que teve perda de 5,5%.

O movimento da Bolsa foi influenciado pela pauta fiscal, que volta ao radar doméstico com a notícia de que o governo federal traçou cenários com possíveis reajustes a servidores públicos.

O mercado também avalia as possíveis consequências das novas movimentações no xadrez eleitoral e reage à taxa de desemprego do país, que caiu mais do que o esperado.

*Com Reuters

Cotações