UOL EconomiaUOL EconomiaCotações
UOL BUSCA

BOLSAS

CÂMBIO

30/06/2009 - 17h55

Bovespa fecha semestre com 2ª maior alta do G20

Sílvio Crespo
Em São Paulo
A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) acumulou no primeiro semestre deste ano uma alta de 37,06%, encerrando o período aos 51.465,46 pontos. Nesta terça-feira, houve queda de 1,29%. Em junho, recuo de 3,26%.

Convertendo os valores das ações para dólares, o que permite comparação internacional, a Bovespa subiu 62% nos seis primeiros meses do ano, o que a coloca em segundo lugar no ranking da variação das Bolsas dos países do G20, segundo levantamento do UOL a partir de dados da agência de informações Reuters.

BMF extingue definitivamente pregão viva-voz
Mais notícias de hoje em UOL Economia

VARIAÇÃO DAS BOLSAS DO
G20 (em % e preço em US$)
China62,8
Brasil62
Indonésia59,1
Rússia56,4
Índia53
Turquia37,4
Argentina34
África do Sul25,9
Coreia do Sul24,3
Austrália21,1
Canadá16,4
Arábia Saudita12,8
México12,8
Reino Unido8,9
Japão6,2
Alemanha0,3
Itália-1,5
França-2
Europa (FTSEurofirst 300)-2,5
Estados Unidos-3,7
O mercado brasileiro de ações, nessa comparação, ficou ligeiramente atrás do chinês, que liderou a lista ao subir 62,8%. Os também emergentes Rússia e Índia avançaram 56,4% e 53%, sempre considerando os valores em dólares.

"Os investidores externos mostraram ter uma boa esperança em relação ao Brasil, com investimentos próximos a US$ 9 bilhões no semestre", afirma o economista-chefe da corretora Ágora, Álvaro Bandeira.

A alta da China, segundo ele, é explicada, entre outros fatores, pelo fato de o governo local ter aplicado um pacote de estímulo econômico no valor de US$ 587 bilhões, o maior do mundo em proporção ao PIB (Produto Interno Bruto).

Os últimos da lista são os países desenvolvidos, com destque para os Estados Unidos, que registrou queda de 3,5% no índice Dow Jones. A União Europeia, que também é membro do G20, teve o segundo pior resultado considerando o índice de ações FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis da região.

Também tiveram desempenho negativo a Itália e a França, com recuo de 1,5% e de 2%, respectivamente.

Por serem convertidos para dólares, os dados levantados refletem não apenas a variação do preço dos ativos mas também a oscilação cambial no período.

Bovespa Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Bovespa

66910,711,14%

Mais bolsas

Cotações anteriores

Dolar Fonte: Thomson Reuters

Gráfico Dolar Comercial

R$ 1,569 -0,44%

Conversor de moedas

Mais sobre câmbio

Cotações anteriores

Hospedagem: UOL Host