Bolsas

Câmbio

Colunistas

Conheça sete antídotos para problemas típicos de empresas novas

Rose Mary Lopes *

Colunista do UOL, em São Paulo

No nascedouro e primeiros passos, os pequenos empreendedores têm contra si várias fragilidades: são novatos, inexperientes (principalmente como gestores do próprio empreendimento), possuem poucos recursos, são pouco conhecidos e contam com um time mais do que enxuto.

Sabe-se que essas fragilidades relacionadas a ser jovem, ser pequeno e estar na infância cobram um alto preço em termos de fechamento, com os consequentes sonhos desfeitos, investimentos, renda e empregos perdidos. Então, o que fazer para atenuar essas fragilidades e aumentar as chances de sobrevida e de possível crescimento?

Decerto que o novo negócio surge e se sustenta sobre os ombros do empreendedor ou da equipe empreendedora. As estatísticas mostram que as suas chances são bem menores caso você empreenda sozinho.

Dá até para entender os porquês: não há como ter outras perspectivas, como dialogar para encontrar uma forma mais criativa de enfrentar as dificuldades e propor soluções. Os recursos a acionar são menores, pois se contaria somente com as competências e a rede de contatos de uma única pessoa.

Como pode ver, o desafio é enorme para os novatos, pequenos e frágeis empreendedores. Mas, a boa notícia é que há antídotos que podem ajudar em muito a sobrevivência e a qualidade dos negócios. Use-os sem moderação!
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos