Topo

Empreendedorismo


Confecção cria marca própria de roupa para gordinhas e dobra faturamento

Larissa Coldibeli

Do UOL, em São Paulo

2014-04-23T06:00:00

23/04/2014 06h00

Uma encomenda de três modelos de calça jeans em tamanho grande fez a empresária Elaine Bonato, 53, fundar a Attribute Jeans, de São Paulo, marca especializada em peças GG. Na época, Bonato trabalhava na confecção de um amigo que produzia roupas para algumas grifes e resolveu investir R$ 100 mil para atender ao pedido e fundar a marca própria. 

Apesar de não revelar o faturamento do negócio, a empresária afirma que a receita da empresa dobrou com a nova grife.

O primeiro pedido foi de mil peças. Depois, as encomendas passaram a ser mensais. Além de calças jeans, ela começou a produzir também shorts, saias, jaquetas e camisas. A Attribute Jeans faz roupas femininas do tamanho 40 ao 56.

Apesar de o tamanho 40 não ser classificado como uma numeração grande –segundo especialistas são consideradas tamanho GG roupas que vão do número 44 ao 56–, a empresária diz que a modelagem das suas peças é maior do que a das roupas tradicionais, pois segue outra escala de proporções.

Uma calça número 40 de cintura alta e em tamanho grande, por exemplo, teria uma medida semelhante a uma de tamanho 42 encontrada no mercado.

Segundo Bonato, os cortes das calças da Attribute são diferentes e, uma peça número 40, que pode vestir bem uma mulher mais gordinha, ficaria larga se comparada com uma calça do mesmo tamanho, em uma mulher mais magra que não tem gordurinha da cintura. 

"Nossas peças são desenhadas para acomodar melhor uma cintura mais volumosa, por isso, a mesma peça ficaria larga em uma jovem que usa 40 e tem uma cintura definida."

De acordo com o consultor Tadeu Bastos, da São Judas Consultores, as peças em tamanhos tradicionais, até o número 44, aumentam dois centímetros a cada troca de numeração na cintura, no comprimento, nos ombros e nas mangas.

Para os tamanhos grandes, no entanto, essa escala não se aplica porque as medidas são diferentes. O comprimento, por exemplo, não varia muito, segundo Bastos. “Geralmente a cintura é maior e exige uma calça mais larga, mas não necessariamente mais comprida."  As peças de Bonato seguem este padrão a partir do número 40.

Bonato afirma que, na época em que criou a marca, colaborava informalmente com a confecção do amigo Edson Bianco, 54. Até 2012, as peças eram vendidas exclusivamente para a loja que começou a fazer os pedidos, mas, com o fim do contrato, Bonato passou a atender lojistas de todo o país.

“Praticamente 99% das vendas são para lojistas, mas criamos uma loja virtual para facilitar a vida de clientes que nos procuravam querendo saber onde podiam encontrar as peças.”

Os preços para o consumidor final vão de R$ 143, por uma calça jeans skinny, a R$ 300, para uma jaqueta de jacquard e couro. Ela não revela os preços praticados na venda por atacado. A empresária diz que a média de crescimento do negócio é de 15% a 20% ao ano. Os itens mais vendidos, segundo ela, são os shorts jeans, que custam, em média, R$ 169. 

Empresários precisam investir em roupas da moda e com bom caimento

Para Bastos, há boas oportunidades de negócio para quem está disposto a estudar a forma do corpo humano e investir na confecção de produtos de qualidade em tamanho grande, com bom caimento e que siga as tendências de moda.

“Este ainda é um mercado pouco explorado no Brasil. Existem muitos aventureiros, que fabricam batas e roupas com mau caimento, como camisas sociais com mangas muito compridas. Falta qualificação técnica das empresas.”

Bastos diz, ainda, que as companhias precisam conhecer bem a técnica para produzir roupas em tamanho grande que tenham um bom caimento.

O consultor também afirma que o consumo de matéria-prima é maior em roupas de tamanhos grandes, por isso, o preço também é maior. “Uma calça normalmente consome 1,10 m de tecido. No plus size, pode chegar a 1,40 m. Essa diferença de 30 cm pode representar R$ 50 a mais no preço final do produto”, diz.

Serviço:

Attribute Jeans: www.attributejeans.com.br

Mais Empreendedorismo