PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Empreendedorismo

Salão do Rio atrai novos clientes com barba azul, amarela e vermelha

Larissa Coldibeli

Do UOL, em São Paulo

20/08/2015 06h00

Um salão de beleza masculino tem atraído novos clientes no Rio de Janeiro com um serviço inusitado: tingimento de barbas em cores vivas. As mais pedidas são azul e amarelo, segundo Rodrigo Guimarães, dono do Club Men Salon. O procedimento custa a partir de R$ 70, dependendo do tamanho dos pelos e da quantidade de cores.

Já houve até um cliente que quis fazer as cores do arco-íris: foram aplicadas tintas azul, verde, vermelha e amarela, diz Guimarães. A novidade faz sucesso principalmente entre jovens de 19 a 35 anos que buscam um visual moderno e irreverente, de acordo com o empresário.

Ele descobriu as barbas coloridas durante uma viagem aos EUA, em julho de 2015. Lá mesmo, testou a coloração e resolveu trazer a técnica para o Brasil. Um funcionário do salão também aderiu à novidade e as fotos dos dois começaram a fazer sucesso em seus perfis pessoais nas redes sociais. O empresário, então, resolveu divulgar na página do salão e os clientes começaram a procurar pelo serviço.

"É algo que chama bastante a atenção. Você sai na rua com a barba colorida e é muito observado. Já houve manifestações de preconceito, dizendo que isso era coisa de gay. Mas acredito que a resistência é apenas no começo, como houve com a moda do coque samurai, que acabou se popularizando", afirma. 

O salão faz de dois a quatro tingimentos de barba por semana. É necessário descolorir os pelos de duas a quatro vezes para retirar o pigmento natural antes de passar a tinta, que é a mesma utilizada nos cabelos. Os pelos devem ter, no mínimo, dois centímetros de comprimento e é necessário testar o produto em uma mecha antes da aplicação para evitar reações alérgicas.

“O processo é relativamente simples, mas leva de uma a duas horas. A descoloração arde um pouco. O ideal é procurar um profissional, porque há risco de queimaduras na pele e de os pelos caírem”, afirma Guimarães. Ele diz que a tinta não sai com as lavagens, mas o ideal é retocar a cada 15 dias para cobrir o crescimento da raiz.

Especializado em homens, salão fatura R$ 120 mil por mês

Inaugurado em 2014 com investimento inicial de cerca de R$ 150 mil, o Club Men Salon é um salão de beleza masculino e oferece serviços para cabelo, barba, sobrancelhas, unhas, pele e até massagem. A ideia de negócio surgiu a partir de uma necessidade pessoal.

“Eu ajudava meu pai no salão de beleza feminino da família e, apesar de ser vaidoso, não me sentia à vontade lá. O ambiente não é convidativo para os homens, eles ficam travados. Foi aí que tive a ideia de criar um salão masculino, que é mais do que uma barbearia porque oferece vários tratamentos de beleza”, diz Guimarães.

A empresa fatura de R$ 100 mil a R$ 120 mil por mês e deve inaugurar uma segunda unidade no bairro de Botafogo. O lucro não foi divulgado. O empresário diz que o serviço mais procurado é o combo de corte e alisamento de cabelos, que custa R$ 136.

“Os homens ficam espantados quando conhecem as opções de produtos e serviços voltados para eles. Eles são carentes de espaços como esse para cuidado pessoal e viram clientes fiéis se gostam do serviço”, declara.

Ideias chamativas precisam estar adequadas a público

Maísa Blumenfeld, consultora do Sebrae-SP (Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa de São Paulo), diz que o preconceito que existia em relação a homens que buscam tratamentos de beleza é cada vez menor. “Os homens estão mais preocupados com a aparência e essa é uma tendência. Há uma carência de estabelecimentos especializados no mercado”, diz.

Ela afirma que inovações como a barba colorida ajudam a atrair um público novo. “É algo que não será feito em muitas pessoas, por ser muito chamativo, mas essas poucas que fizerem trarão visibilidade ao salão.”

No entanto, ela afirma que, antes de criar produtos muito específicos, é necessário conhecer a fundo o seu público-alvo. “É importante conhecer a idade, a classe social, o estilo do seu público, para criar a melhor ambientação e prestar um bom atendimento”, declara.

Empresários apostam em barbearias em todo o país

PUBLICIDADE

Empreendedorismo