Bolsas

Câmbio

MasterChef Júnior faz aumentar procura por curso de culinária para crianças

Afonso Ferreira

Do UOL, em São Paulo

A habilidade de crianças na cozinha no reality show MasterChef Júnior, da TV Band, vem surpreendendo o público. Em São Paulo, duas escolas, Minichefs e Estúdio Chef, notaram aumento da procura por cursos de culinária voltados para o público infantil e adolescente por causa do sucesso do programa.

Na Minichefs, que atende crianças de quatro a 12 anos, uma turma de dez alunos foi formada somente com a procura influenciada pelo MasterChef Júnior, segundo a sócia da empresa Andréa França, 40. A procura por telefone e e-mails subiu de 20% a 30%.  "Nas aulas, os alunos comentam cada episódio do programa e torcem por seus favoritos", diz.

As ligações e e-mails também aumentaram no Estúdio Chef, que oferece cursos para crianças e adultos. A sócia Luciana Alonso, 34, estima que a procura pelas aulas infantis tenha subido 20% em relação ao ano passado. "Os pais mencionam que os filhos ficaram interessados em aprender a cozinhar por causa do programa", afirma.

Alunos fazem de moqueca a temaki

Os cursos regulares da Minichefs duram três meses e englobam noções básicas de culinária e higiene. Por R$ 1.380 no total, o aluno aprende a preparar bolos, doces, massas e até receitas sofisticadas, como moqueca, temaki e sushi. "Nossas aulas são uma adaptação de um curso de gastronomia", diz Andréa França. Também é possível fazer aulas avulsas por R$ 90.

Além disso, a sócia aluga o espaço para aniversários. Segundo ela, essa atividade representa 70% do faturamento. Por mês, a empresa realiza de oito a dez festas, cujos preços variam de R$ 3.230 a R$ 4.280. De janeiro a novembro, 2.400 crianças tiveram aulas ou comemoraram seus aniversários na Minichefs, de acordo com França. O faturamento não foi revelado.

O negócio foi aberto em junho de 2011 com investimento de, aproximadamente, R$ 500 mil, segundo a sócia. Quatro anos e meio depois, a empresa se prepara para abrir uma segunda unidade própria e se expandir por meio de franquias. Mas, até o momento, a empresa não tem previsão sobre o custo inicial ou quais regiões receberão as primeiras lojas.

Procura aumenta no período de férias escolares

O Estúdio Chef atende, em média, 150 alunos por mês, segundo Luciana Alonso. Desse total, cerca de 60 são crianças e adolescentes entre 4 e 15 anos. Nos meses de férias, no entanto, o número de chefs mirins chega a dobrar. "É um período em que a criança fica em casa, mas os pais estão trabalhando. Então, naturalmente, a procura aumenta. Mas os pais comentam que os filhos ficaram interessados por causa do programa", afirma.

Os cursos de culinária básica para crianças duram quatro dias e custam R$ 400. Neles, os alunos aprendem a fazer massas, risotos, bolos e cupcakes. Há também aulas avulsas, que custam R$ 80, e abordam receitas tradicionais de outros países, como México, Japão e Tailândia.

A empresa foi aberta há um ano e meio com investimento de R$ 400 mil, segundo Alonso. "Percebemos que cozinhar passou a ser uma forma de entretenimento. Nem todo mundo que busca um curso quer ser um chef profissional", diz. A empresa não informou o faturamento.

Criança na cozinha exige cuidado dobrado, diz consultora

Na cozinha, a criança pode se cortar ou sofrer queimaduras, segundo a consultora do Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo) Karyna Muniz. "Se cozinhar já pode ser perigoso para um adulto, quando envolve crianças, o cuidado precisa ser dobrado", afirma.

Muniz diz que apenas um instrutor por sala, como é comum nas turmas de adultos, não é suficiente para as aulas infantis. "Pequenas coisas podem gerar acidentes. A criança pode cair, por exemplo, ao tentar subir em algo para alcançar a bancada. Por isso, elas precisam de mais atenção."

As duas empresas informaram que disponibilizam até três auxiliares, além do professor, para cada turma. Além disso, crianças com menos de 7 anos não podem manipular facas ou se aproximar do fogão.

A consultora afirma, ainda, que mirar apenas o público infantil pode limitar a expansão do negócio. "Trabalhar com adultos pode ajudar a elevar o faturamento. A procura das crianças pode ser grande no período de férias escolares, mas, ao longo do ano, pode não ser suficiente para manter a empresa funcionando", declara.

Onde encontrar:

Estúdio Chef: Avenida Imperatriz Leopoldina, 1091, Vila Leopoldina, São Paulo. Fone: (11) 3641-6160. Site: estudiochef.com.br

Minichefs: Rua das Fiandeiras, 828, Vila Olímpia, São Paulo. Fone: (11) 3582-5088. Site: www.minichefs.com.br

Henrique Fogaça, do MasterChef, ensina a lavar verduras na bacia

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos