Promoção com coxinha de 1 kg já dura 2 anos, e padaria vira ponto turístico

Carlos Brazil

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Por quanto tempo uma ação de marketing pode render frutos a uma empresa? No caso da Panetteria ZN, por um bom período. Afinal, dois anos após lançar um desafio que ganhou destaque na mídia e em redes sociais, ela continua sendo reconhecida como a "padaria da supercoxinha" e recebendo novos clientes.

É o que relata Fátima Dias, 42, uma das proprietárias da empresa que, em fevereiro de 2014, lançou o desafio da coxinha de um quilo: quem conseguisse comê-la em até 10 minutos, não precisaria pagar pelo salgado. "O pessoal substituiu o nome da padaria", diz a empresária.

Depois de produzir 3.000 coxinhas de um quilo no primeiro mês da promoção, o salgado ainda tem espaço de destaque no balcão da padaria. Hoje, são vendidas cerca de 200 unidades ao mês. Aos finais de semana, são oferecidas de 30 a 40 supercoxinhas, quando até cinco clientes, individualmente, encaram o desafio, que ainda está valendo.

Atração turística

Fátima Dias diz que a estratégia lançada há dois anos mexeu com o negócio, que fica na zona norte da capital paulista. "A padaria virou atração turística. Tem gente que leva o salgado para outros Estados", afirma.

Outra vantagem que a criação da coxinha de um quilo gerou foi explicitar uma preferência dos clientes que era pouco valorizada até então: "Pudemos perceber melhor essa paixão do paulistano pela coxinha".

Assim, a estratégia estimulou as vendas das coxinhas de tamanho tradicional, que triplicaram, segundo a empresária. Além disso, a padaria seguiu lançando novos produtos. Recentemente, criou duas coxinhas vegetarianas (de legumes e palmito e de carne de soja), além do salgadinho com recheio de camarão."

Pão de queijo de 1 kg e bomba de 1 m

Tentando encontrar uma nova promoção que repetisse o sucesso da coxinha de um quilo, a padaria lançou o desafio do pão de queijo de um quilo, mas não deu certo e parou de ser fabricado.

"O pão de queijo foi mais complicado, porque as pessoas não conseguiam comê-lo inteiro. Ficou um pouco pesado de comer. A massa enjoava. O pessoal gostou da ideia, mas para você comer um quilo de pão de queijo, o estômago rejeita. Acho que é porque os ingredientes do pão de queijo são pesados", diz Fátima.

Ela explica que ninguém conseguiu comer o pão de queijo gigante em menos de 10 minutos. "Já a coxinha, às vezes a pessoa come ela inteira e ainda pede alguma coisa a mais, como um petit gateau... Vamos fazer alguma coisa para a pessoa passar mal? A pessoa tem que comer com prazer. Então, desistimos".

A padaria produz também uma bomba de chocolate de um metro, mas apenas sob encomenda.

Coxinha gigante custa R$ 32,90

Apesar da transformação provocada pela supercoxinha na Panetteria ZN, poucas adaptações tiveram que ser feitas em sua estrutura desde o lançamento. "A gente teve que adequar o quadro de funcionários, ampliar o número de salgadeiros, e comprar mais uma máquina de fritar salgados", diz Fátima Dias.

E as peças publicitárias da padaria, como ficaram? "Todas falam da nossa supercoxinha", afirma a empresária. O preço da coxinha de um quilo segue o mesmo desde o lançamento do salgado: R$ 32,90, e o desafio continua em pé: cliente que "devorar" o salgado em menos de 10 minutos não paga. 

Para professor, criatividade atrai

Da experiência, Fátima Dias diz ter tirado uma boa lição de negócio: "Vale a pena arriscar e apostar nas coisas simples. Muitas vezes, a gente busca inovar em produtos sofisticados, mas é sempre bom lembrar que um produto simples, mas bem feito, pode ser muito melhor".

Na mesma linha vai a avaliação de Marcelo Ponte, 54, professor da ESPM. Além de possuir um diferencial, que no caso da Panetteria ZN foi o desafio da coxinha de um quilo, as empresas devem cuidar do básico, fazer as coisas bem-feitas, manter limpeza e higiene, oferecer um bom atendimento e cuidar da aparência do estabelecimento.

"Isso, por si só, já é uma tremenda ferramenta de divulgação. Fazer o arroz com feijão bem feito já é uma ótima estratégia, porque a gente não vê muito disso por aí. Ter algum diferencial é essencial, mas só vale se o básico estiver resolvido", afirma o professor.

E, claro, lançar uma boa ideia é sempre algo que pode gerar bons resultados, como foi o caso da Panetteria ZN, segundo Marcelo Ponte. "É válido, é divertido, é criativo e gera boca a boca."

Onde encontrar:

Panetteria ZN: www.panetteriazn.com.br

Especialista explica como empreender sem medo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos