Bolsas

Câmbio

Caem demissões entre os pequenos negócios

Do UOL, em São Paulo

As micro e pequenas empresas tiveram, no mês de abril, um saldo negativo de geração de empregos de 10,5 mil vagas. Esse número equivale a 22,4% do que foi registrado no mês anterior, quando foram fechadas 46,9 mil vagas.

Quando comparado com as empresas de médio e grande porte, a diferença é de aproximadamente cinco vezes. Nas empresas maiores, o saldo de empregos, em abril, ficou negativo em 54,6 mil.

As informações constam no estudo mensal que o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) elabora com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Previdência Social.

"Essa é uma prova de que os pequenos negócios podem voltar a ter um saldo positivo de empregos, mas, para isso, é preciso aumentar a oferta de crédito e ampliar o Simples Nacional. Esse dois fatores são essenciais para permitir que as micro e pequenas empresas ajudem na recuperação da economia brasileira", afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Entre as empresas de pequeno porte, as que atuam nos setores de serviços e agropecuária foram as únicas que apresentaram um saldo positivo de quase 20 mil postos de trabalho, cada uma gerando, respectivamente, 15,3 mil e 4.600 novas vagas.

Especialista explica como empreender sem medo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos