Bolsas

Câmbio

Burger King abre franquia a partir de R$ 1,1 milhão em 200 cidades do país

Larissa Coldibeli

Colaboração para o UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Rede já tem franqueados que operam várias lojas ao mesmo tempo

    Rede já tem franqueados que operam várias lojas ao mesmo tempo

Depois de 12 anos de atuação no Brasil com lojas próprias e com um seleto grupo de franqueados que operam mais de unidade, o Burger King abriu a venda de franquias unitárias da marca para empreendedores.

O investimento inicial varia de R$ 1,1 milhão a R$ 3,5 milhões, dependendo do modelo de negócio. Segundo analista, marca famosa, por si só, não garante o sucesso de um negócio.

Os demais dados da franquia, como faturamento médio mensal, lucro médio mensal e prazo de retorno do investimento, não foram divulgados. 

O investimento varia de R$ 1,1 milhão a R$ 3,5 milhões. Há quiosques, lojas em hipermercados, shoppings e na rua

A rede mapeou cerca de 200 cidades de interesse em todo o Brasil. Os modelos de negócio disponíveis são "free standing" (restaurante de rua com drive thru), "in line" (restaurante de rua sem drive thru ou restaurante fora da praça de alimentação), "food court" (restaurante de shopping em praça de alimentação), "express" (restaurante de hipermercados, posto de gasolina e galerias) e quiosques.

Interessados podem entrar em contato pelo site (http://zip.net/brtmlw, url encurtada e segura). A rede possui 700 unidades no país, entre restaurantes e quiosques, e não informa quantas unidades pretende abrir.

Mudança de estratégia

O projeto marca uma mudança na estratégia de expansão da empresa. "Estamos há 12 anos no mercado brasileiro e sentimos que atingimos um grau de maturidade que nos possibilitou colocar em prática esse projeto", afirma William Giudici, diretor de franquias da marca no Brasil.

O ano de 2015 foi o de melhor faturamento para a marca desde sua chegada ao Brasil, totalizando receita de R$ 935 milhões.

O Burger King foi fundado em 1954, em Miami (EUA), e possui mais de 14 mil unidades em mais de cem países.

Desde 2010, a marca faz parte do portfólio da 3G Capital, empresa do bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemann, que também é dona da Heinz e da Ambev.

Só o nome famoso não levanta negócio

Segundo Luis Stockler, da consultoria especializada em franquias BaStockler, a marca famosa não é garantia de sucesso, pois o segmento de fast food de hambúrgueres é muito competitivo.

"O Burger King briga com outras marcas grandes, como McDonald's, Bob's, e com novos concorrentes como a americana Johnny Rockets."

Marca famosa não é garantia de sucesso, pois o segmento de fast food de hambúrgueres é muito competitivo

Luis Stockler, consultor de franquias

Além de ter afinidade com o negócio, ele recomenda que o candidato tenha bastante capital e cautela na hora de investir. 

"É um negócio mais indicado para quem pode ter mais de uma unidade, pois a rentabilidade é apertada para o franqueado com uma loja só. Com múltiplas unidades, ele tem ganho de escala, consegue reduzir custos e melhorar sua margem de lucro", afirma.

CONSULTORES DÃO DICAS PARA ESCOLHER UMA FRANQUIA

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos