ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Empreendedorismo

Quer evitar desperdícios na sua empresa? Gerencie bem do estoque ao RH

Getty Images
Imagem: Getty Images

Alberto Ajzental

29/12/2017 04h00

Marco tem um negócio de perfumes e essências no centro de São Paulo. Vende as essências concentradas, álcool para diluir, parafina e moldes para quem deseja fabricar velas e glicerina e moldes para quem deseja produzir sabonetes artesanais.

Andando pela loja você ainda encontra quase que um número infinito de vidrinhos, vaporizadores, laços, caixinhas e enfeites. A loja conta com 17 funcionários sendo oito balconistas, dois caixas, dois estoquistas, um segurança, um faxineiro, dois entregadores e um gerente.

Em dezembro, com a chegada das festas de final de ano, o movimento praticamente dobra. Nesta época, Marco contrata mais quatro balconistas temporários para trabalharem somente em dezembro, além de deslocar um dos atendentes para reforçar o caixa.

Passando a loucura do final de ano, de janeiro até o carnaval o movimento cai para metade de um mês regular, ou para um quarto do movimento de dezembro.

Obviamente não contará com os funcionários temporários, mas com certeza não precisa para esse fraco período do total do efetivo de 17 funcionários.

Então, como ele sabe que deve conceder férias remuneradas de 30 dias*, aproveita para conceder 15 dias de férias para metade do pessoal na primeira quinzena de janeiro e para a outra metade na segunda quinzena. Na sua cabeça, essa concessão de férias é como um “passivo”, ou seja, uma obrigação futura que ele deve realizar em algum momento. E aproveita para fazer isso em janeiro.

Dessa forma, ao longo do ano, restará à empresa conceder um saldo de 15 dias para cada um dos funcionários, o que causará menos impacto para a empresa no quesito falta de funcionários.

Evite desperdícios de recursos e dinheiro

Vale lembrar que os funcionários representam uma parte muito importante dos recursos que a empresa dispõe para atender os seus objetivos, porém não são os únicos recursos.

Estoques de matéria-prima e de produtos acabados, capital de giro e equipamentos também são recursos à disposição da empresa e devem ser bem geridos face às sazonalidades inerentes ao negócio e à estratégia adotada.

Olhar para frente, conhecer os recursos disponíveis da empresa e a sazonalidade da demanda e realizar a gestão estratégica destes, faz com que sejam evitados sobressaltos. Até evitam-se desperdícios de recursos e dinheiro.

(*Há outras opções e formas de realizar essa concessão de direitos, para maiores detalhes, consulte seu contador, principalmente tendo em vista a nova lei trabalhista).

* Alberto Ajzental é engenheiro civil pela Poli-USP e mestre e doutor pela Eaesp-FGV. Foi e é professor de estratégia de negócios, marketing e de economia nas escolas ESPM-SP e Eesp-FGV. Autor dos livros “A Construção de Plano de Negócios” (Ed. Saraiva), “História do Pensamento em Marketing” (Ed. Saraiva) e “Complexidade Aplicada à Economia” (Ed. FGV).

Mais Empreendedorismo