Bolsas

Câmbio

Jovem britânica se suicida após ser rejeitada por mais de cem empregadores

Da Grã-Bretanha

Uma jovem britânica de 21 anos de idade cometeu suicídio depois de passar dois anos procurando emprego sem sucesso, disse seu pai.

Descrita pela família como determinada e inteligente, Vicky Harrison se sentiu "humilhada e envergonhada" depois de receber centenas de cartas de rejeição.

A jovem se formou na escola com boas notas e passou um ano estudando cinema e mídia em uma universidade em Londres antes de decidir tentar a sorte no mercado de trabalho.

Desce que voltou para a casa dos pais em Darwen, no condado de Lancashire, a jovem se candidatou a centenas de empregos que iam desde vendedora de lojas, garçonete e atendente de cantina escolar, segundo informou o jornal local Lancashire Telegraph.

"A família dela disse que a jovem não tinha histórico de depressão mas ficou chateada com a falta de sucesso no mercado de trabalho", afirma o jornal.

A jovem se matou com uma overdose de remédios depois de receber mais uma carta de rejeição de uma creche, um dia antes de receber o cheque semanal do seguro-desemprego (cerca de R$ 120 por semana).

Ela deixou três bilhetes de despedida – um para a mãe, outro para o pai e outro para o namorado – em que declarou "não quero mais ser eu".

Os três planejam criar uma fundação no nome de Vicky Harrison para ajudar jovens desempregados a lidar com o problema.

A jovem foi encontrada morta na sala da casa de sua mãe, com embalagens vazias de remédios, em março passado.

Na quinta-feira, seu pai falou com a imprensa pela primeira vez. Um inquérito sobre sua morte será aberto no próximo dia 9 de junho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos