Bolsas

Câmbio

Desemprego no Brasil é o menor desde 2002, segundo IBGE

A taxa de desemprego nas regiões metropolitanas do Brasil fechou 2008 em 6,8%, seu índice mais baixo desde março de 2002 -o menor durante o governo Lula-, mesmo com as demissões nas indústrias que mobilizaram aos sindicatos, informou hoje o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O número de desempregados ficou seis décimos abaixo dos dados do ano anterior e oito décimos menor que o de novembro, o que se explica pelas vendas natalinas, segundo o IBGE.

A população ocupada manteve-se estável em relação a novembro, em 22,1 milhões de pessoas, mas aumentou 3,4% em relação ao ano anterior, com a criação de 734 mil novos postos de emprego, número que contradiz os cálculos do Ministério do Trabalho, que havia anunciado 1,45 milhões de novas vagas em 2008.

A divergência de estatísticas se deve a que o estudo do IBGE só contempla as regiões metropolitanas das seis maiores e mais industrializadas cidades do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Porto Alegre.

Os piores dados de desemprego foram registrados nas duas principais regiões metropolitanas do Nordeste, de Salvador e Recife, com 10% e 7,8%, respectivamente.

Porto Alegre e Belo Horizonte registraram os dois níveis mais baixos de desemprego, com taxas de 4,7% e 5,5%, respectivamente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos