Bolsas

Câmbio

Vida no trabalho

Confira cinco dicas para dar um upgrade na carreira profissional durante as férias

Luciana Quierati

Do UOL, em São Paulo

O descanso é merecido, importante e deve ser respeitado, mas não o impede de buscar um upgrade ou dar início a uma mudança de comportamento que influencie na vida profissional. Seja em julho, no fim do ano ou em qualquer outro período de férias: aproveite a ocasião para investir na carreira.

 

"Férias é um período para começar ou intensificar algo, e não apenas para fazer e parar, sem dar continuidade", diz a psicóloga e professora Marcia Luz, que também é coach executiva e pessoal, autora do livro "Agora é Pra Valer" (DVS Editora), sobre como liderar pessoas.

 

 

Segundo Marcia, essa "mudança" pode se referir, por exemplo, à leitura. Para quem não lê nada ou quase nada, é o momento para adquirir o hábito. Isso porque a leitura, segundo a coach, é um ingrediente fundamental para quem quer crescer profissionalmente.

 

 "A leitura amplia a visão de mundo, dá fluência verbal, aumenta vocabulário e trabalha nas correlações. Em uma entrevista de emprego, o candidato que lê é capaz de abordar assuntos diversificados, conferir mais subsídios às suas argumentações e, com isso, impressionar mais o avaliador", explica.

Filmes que dão lições de motivação e liderança

 

Atualização e aperfeiçoamento

 

Cezar Tegon, diretor de novos projetos da ABRH-Nacional (Associação Brasileira de Recursos Humanos), diz que o profissional que faz cursos ou participa de palestras, congressos ou outras formas de atualização é sempre bem visto pelo chefe - o que pode render uma promoção e até a indicação para uma vaga melhor, em outro setor.

 

"Não adianta querer receber primeiro a medalha e depois correr a maratona. Tem que ser proativo", diz. E, segundo ele, falta de tempo e de dinheiro não são desculpas para ficar sem fazer nada, seja nas férias ou qualquer fase do ano. "Há cursos de 3, 4 ou 5 dias, cursos gratuitos, cursos feitos à distância. É só procurar que se acha", argumenta.

Destinos mais procurados para cursos de idioma

  • Paul Rackett/Reuters

 

Dentre os cursos, o de idiomas

 

Os cursos de línguas são bastante recomendados e algumas instituições têm oferecido opções voltadas às oportunidades que virão com a Copa de 2014, no Brasil.

 

Quem tiver condições financeiras, pode fazer intercâmbio de um mês em um país onde se fale a língua desejada.

 

A coach Marcia Luz garante que uma experiência como essa pode render conhecimento muito maior do que um curso de seis meses no Brasil. Ou, então, dá para seguir a sugestão de Cezar Tegon: ir para um sítio de imersão.

 

"Você fica quatro ou cinco dias em um sítio no interior e só fala o idioma que quer aprender. É fantástico!", avalia o diretor da ABRH-Nacional. E ele observa que existem imersões via internet, muitas delas por um período de 30 dias grátis, para teste.

 

Ampliando a rede de relacionamento

 

Tegon aconselha a integração inclusive em função de momentos julgados individualizados. Se a recomendação é ler mais nas férias, então, que se vá ler numa biblioteca, numa livraria, num café.

 

"O importante é ver gente diferente, cumprimentar, se falar, mesmo que de forma rápida", diz.

 

Por fim, ele acredita que férias é tempo de ampliar o contato com profissionais que atuam na área de interesse, de visitá-los em seus locais de trabalho, para saber como realmente a coisa funciona.

 

"Às vezes, se escolhe a profissão sem nunca ter visto o dia a dia daquilo", observa.

 

Filmes para serem vistos no período das férias
Veja Álbum de fotos

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos