Bolsas

Câmbio

Vida no trabalho

Veja dicas de como voltar ao mercado de trabalho aos 40 anos

Lucas Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

Ultrapassar a faixa dos 40 anos sem perspectivas profissionais é um pesadelo para a maioria dos trabalhadores. Por isso, o UOL ouviu especialistas no assunto e elaborou uma lista de dicas para ajudar pessoas com esse perfil a se recolocar no mercado de trabalho.

"Se o trabalhador já estava afastado do mercado onde trabalha há alguns anos, é ideal conversar com outros profissionais e mapear a área de atuação. Nessa etapa, é bom fazer cursos de idiomas e melhorar o conhecimento técnico", sugere Elaine Saad, vice-presidente da ABRH-Nacional (Associação Brasileira de Recursos Humanos).

O networking (rede de contatos) estruturado até essa fase da vida é também de suma importância. "É fundamental que esses contatos sejam firmados de tempo em tempo", analisa o gerente de negócios Telecom Sérgio Cunha Oliveira. "A partir do momento que você tem pessoas que possam te indicar, desde que você esteja apto para aquele cargo, o processo é facilitado".

Dicas para voltar ao mercado de trabalho após os 40 anos
Veja Álbum de fotos

Elaine lembra ainda que é benéfico tratar sua idade com naturalidade, sem querer omiti-la no currículo e na seleção. "O profissional não deve ter medo da idade, porque isso pode ser muito mais uma fantasia da cabeça dele do que do recrutador".

Resistência

Hoje em dia, devido à possibilidade de recrutamento de jovens como trainees, algumas empresas veem vantagens em lapidar um empregado a salários mais baixos dos que poderiam ser pagos a um profissional mais experiente.

Para a gerente de marketing da Catho Online, esse panorama está mudando. Carolina Stilhano acredita que, com a atual escassez de mão de obra capacitada, os profissionais acima dos 40 anos voltaram a ser disputados pelo mercado brasileiro.

"Algumas empresas têm contratado esses profissionais para mesclar com a 'geração Y', que se trata de um grupo bastante jovem, que traz ideias inovadoras, muita energia, ousadia para arriscar, mas por outro lado falta maturidade, estabilidade, experiência na prática, e é nisso que o profissional mais sênior vem contribuir", analisa.

Elaine Saad, da ABRH-Nacional, concorda com Carolina. "Existem razões para isso: quando a economia melhora, é natural que surjam oportunidades para todas as idades, porque a empresa fica muito carente de mão de obra".

Outro motivo seria a lenta preparação dos líderes jovens na maioria das organizações de grande porte. "Por essa razão, existem algumas empresas trazendo de volta pessoas mais velhas, justamente para preencher esse vazio de liderança ocasionado pela geração Y", conclui Elaine.

Carlos Felicissimo Ferreira, diretor-executivo da 4hunter Consultoria, chama a atenção para outra situação ocasionada pelo comportamento dos jovens: "A juventude está entrando no mercado de trabalho numa situação diferente. Eles estão esticando a entrada, para fazer faculdade", analisa. "Antes, eles entravam com 14 anos, hoje com 23, 25. Então a gente não pode falar que a carreira de uma pessoa acabou com 40".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos