PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Brasil abre 101.425 vagas em agosto, pior resultado para o mês desde 2012

Do UOL, em São Paulo

11/09/2014 15h10Atualizada em 11/09/2014 17h02

O Brasil abriu 101.425 vagas de trabalho com carteira assinada em agosto, pior resultado para o mês desde 2012. Em julho, haviam sido criados 11.796 postos com carteira assinada, sem ajustes.

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e foram divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta quinta-feira (11).

O total de admissões no mês de agosto atingiu 1.748.818, e o de desligamentos alcançou 1.647.393. No ano, foram criados 751.456 novos postos de trabalho, 31,62% a menos do que nos oito primeiros meses de 2013. A comparação leva em conta o saldo ajustado até julho e agosto sem ajuste.

O setor de serviços gerou 71.292 mil postos de trabalho, ante 64.290 no mesmo mês do ano anterior, o comércio, com aumento de 40.619 postos de trabalho e a construção civil, com o aumento de 2.239 postos de trabalho.

A indústria de transformação, com declínio de 4.111 postos, mostrou desaceleração no ritmo de queda quando comparado com o resultado apresentado nos últimos meses (-27.472 postos em junho e -15.392 postos em julho). A agricultura (-9.623 postos), por motivos sazonais, registrou declínio no nível de emprego.

Para o ministro do Trabalho, Manoel Dias, está havendo uma campanha negativa sobre o desempenho da economia brasileira, que acaba contendo o consumo e a produção. Dias espera "resultados positivos" no emprego nos próximos meses.

(Com Reuters e Valor)

PUBLICIDADE