PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Bom sorriso ajuda a ter trabalho, diz estudo de dentista em revista dos EUA

Diferenças nos dentes do ator Tom Cruise inspiraram pesquisa de dentista brasileiro - Reprodução
Diferenças nos dentes do ator Tom Cruise inspiraram pesquisa de dentista brasileiro Imagem: Reprodução

Mário Bittencourt

Do UOL, em Vitória da Conquista (BA)

11/12/2014 06h00

O dono de um sorriso bonito tem mais chances de ser efetivado em um trabalho na área comercial.

Essa é a constatação de uma pesquisa acadêmica feita por um dentista brasileiro e publicada na revista americana de odontologia “American Journal of Orthodontics & Dentofacial Orthopedics”. O estudo levou em conta dados de cem responsáveis por contratações no comércio.

Segundo a pesquisa, pessoas com "sorrisos ideais" são vistas como mais inteligentes e têm maior chance de encontrar um emprego, quando comparadas com profissionais com a mesma capacidade, mas sem um sorriso bonito.

A pesquisa é de autoria do dentista e professor universitário Matheus Pithon, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Ele mostrou aos responsáveis por contratações fotos das mesmas pessoas, fazendo apenas uma correção digital no sorriso.

Para Pithon, o fato de se resolver empregar quem tem o sorriso mais bonito mostra também um preconceito implícito na sociedade. “Acaba que o mais bonito é tido como o melhor”, comentou o professor. Ele  negou haver conflito de interesse entre a profissão que exerce e a pesquisa.

Para o professor, o sorriso só não seria levado em conta em empregos sem contato direto com o público, como o trabalho rural.

Pithon disse que a ideia de fazer a pesquisa nasceu em 2013, ao observar fotos antigas de Tom Cruise, quando o ator tinha os dentes da frente falhados. "Será que ele conseguiria chegar a ser um astro do cinema com esses dentes?", questiona.

Resultado da pesquisa não surpreende comerciantes

Além de servir como um alerta para quem busca um emprego, a pesquisa pode influenciar quem está trabalhando temporariamente neste final de ano.

Ao menos 163,6 mil pessoas serão contratadas temporariamenteaté o final de dezembro, segundo levantamento do Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário do Estado de São Paulo e da Federação Nacional dos Sindicatos de Empresas de RH, Trabalho Temporário e Terceirizado.

A expectativa do Sindicato é que cerca de 8.000 desses sejam efetivados. A maioria dos empregos gerados nesta época do ano é na área comercial (70%).

No comércio de Vitória da Conquista, um dos mais importantes da Bahia, a pesquisa de Matheus Pithon não chega a surpreender.

O gerente comercial Murilo Gomes diz que associa muito o sorriso à motivação que é passada para o público. Para ele, “a pessoa [com bom sorriso] consegue despertar interesse motivacional para os clientes, que compram mais”.

Eunice Cabral, administradora de uma ótica, diz que é preciso ter o sorriso, mas também simpatia e saber se expressar. “A pessoa não precisa ser bonita."

O comerciário Douglas Pedroso Leal acha que o sorriso “conta muito, mas não deveria pesar tanto, pois deve ser levado em conta primeiro o profissionalismo”.