Americana conta por que largou carreira corporativa para virar atriz pornô

Do UOl, em São Paulo

  • Instagram/thealixlynx

Alix Lynx é uma norte-americana formada em comunicação, com MBA no currículo e experiência na área de Relações Públicas, com uma bem-sucedida carreira corporativa. Aos 25, deixou isso de lado e decidiu virar atriz pornô, segundo conta em entrevista à revista "Cosmopolitan" dos EUA.

Ela disse que nasceu em Nova York, sempre teve apoio da família, era uma excelente aluna e boa em esportes. Depois de completar o ensino médio, aos 18 anos, formou-se em comunicação e, após a faculdade, fez um MBA online.

Lynx diz que, ainda enquanto estudava, começou a trabalhar em uma pequena empresa de relações públicas, que atendia grandes clientes. Começou como assistente do dono e foi subindo, até tornar-se executiva de conta.

Mais tarde, porém, a empresa entrou em crise e ela foi mandada embora. Arrumou novo emprego, em outra empresa de comunicação.

Primeira experiência

Um amigo de Lynx contou a ela que gostava de sites em que garotas se exibiam por meio de webcams, e que as profissionais ganhavam muito dinheiro com isso. O trabalho é semelhante ao de Odete Roitman (Luma Costa), personagem da série de TV global "Pé na Cova".

Instagram/thealixlynx

Depois de pesquisar algumas dessas páginas, Lynx decidiu se candidatar. Segundo ela, os homens que estavam ali não buscavam "sexo ou nudez necessariamente". "Era mais companhia, para escapar da realidade".

Disse que não sabia o que fazer na primeira vez que ligou a câmera, e que ficou cerca de três horas apenas "provocando e flertando".

"Eu ganhei US$ 400 em três horas. Estava ganhando US$ 900 por semana no meu trabalho de escritório", compara. Mesmo assim, continuou no emprego por mais um tempo, seguindo com a atividade paralela secretamente, até pedir demissão.

Sonhava em ser atriz pornô

Aos 25, depois de um ano trabalhando com a webcam, decidiu procurar agências e ir para a Califórnia. Foi lá que começou sua nova carreira na indústria pornô.

Lynx conta que sua família só soube da nova carreira em agosto do ano passado, quando um vídeo seu ao lado de outras duas atrizes foi postado no Youtube e viralizou, alcançando 6 milhões de acessos em menos de uma semana.

Ela diz que tinha vontade de ser atriz pornô desde a adolescência, após ter assistido a um documentário sobre a indústria de filmes adultos.

E explica por que decidiu conceder a entrevista. "Eu só quero provar que você pode fazer o que quiser. Olho ao redor para pessoas em meu círculo e vejo que, por dentro, elas têm um sonho mas não o seguem por causa do estigma. Preferem ficar em uma bolha, em seus trabalhos", diz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos