PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Empregos e carreiras

Como estudar na Espanha com bolsas de estudo? Veja opções

Do Estudar Fora*

05/09/2021 04h00

A Espanha é o sétimo destino do mundo mais procurado por brasileiros. As cidades históricas, o vínculo com a América Latina e a facilidade da língua são alguns dos motivos que levam tantas pessoas a viajar para lá. Para estudantes, o país tem duas cidades entre as 50 melhores do mundo para estudantes morarem.

Além disso, o sistema de ensino superior espanhol é parecido com o brasileiro e tem diversas universidades públicas de alta qualidade, incluindo as três melhores do país. Entretanto, ao contrário do Brasil, essas universidades públicas possuem mensalidade - o que as diferencia das particulares é o valor das mensalidades. Apesar disso, quando comparada com outros países, como Estados Unidos e Reino Unido, a Espanha oferece cursos de graduação e pós-graduação de alta qualidade mais acessíveis.

Certificado de proficiência em espanhol é obrigatório

Para estudar em um país hispano é imprescindível saber falar espanhol e apresentar um certificado de proficiência na língua. Os certificados de proficiência em espanhol mais importantes e reconhecidos pelas universidades são o DELE e o Siele.

A principal diferença entre os dois são que no DELE, certificado mais tradicional, a prova é feita presencialmente e ele não possui validade. Já a prova do Siele é feita de forma online, o resultado é emitido em um período menor e as provas possuem validade.

Quanto custa estudar nas melhores universidades espanholas?

A melhor universidade da Espanha é a Universitat de Barcelona, instituição pública criada em 1450 e localizada na região da Cataluña. Ela possui cerca de 44 mil estudantes nos cursos de graduação e mais 19 mil na pós —sendo 15% desses alunos vindos de outros países. A UB oferece algumas bolsas de estudos permanentes, mas não em quantidade significativa. Entretanto, por ser pública, os cursos da Barcelona são mais acessíveis quando comparados com outras universidades de nível equivalente e custam, em média, 90 euros por crédito para graduação e 71 euros a até 82 euros por crédito para o mestrado.

A Universidad Autónoma de Madrid ocupa a segunda posição entre as melhores do país e, assim como a UB, ela é uma instituição pública. Com mais de 30 mil estudantes, a UAM foi criada em 1968 e até 2018 estava entre as 50 melhores universidades do mundo com menos de 50 anos de existência.

A UAM oferece alguns programas de bolsas de estudos, incluindo uma parceria com o Banco Santander, que abrem ao longo de todo o ano (confira aqui a lista com as bolsas oferecidas). Os custos da graduação na UAM variam de 113,71 euros até 136,44 euros por crédito.

No terceiro lugar está a Universitat Autònoma de Barcelona, instituição pública - assim como UB e UAM - e mais acessível entre as três primeiras. Além das bolsas de estudo oferecidas pelo Ministério da Educação, a UAB faz parte do programa Erasmus de mobilidade acadêmica internacional, um dos maiores programas de bolsas de estudo do mundo.

Programa Erasmus Mundus

Ingressar em uma universidade espanhola através do programa Erasmus Mundus é uma das melhores opções disponíveis para quem não tem o aporte necessário para realizar um intercâmbio na Europa. Ele é um programa de cooperação internacional estudantil criado em 2004 e financiado pela Comissão Europeia com foco na mobilidade de alunos do ensino superior.

São bolsas integrais e parciais para graduação sanduíche, mestrado completo, mestrado sanduíche, doutorado completo, doutorado sanduíche, pós-doutorado para servidores que trabalhem com educação e trainees. Confira aqui mais informações sobre as bolsas Erasmus Mundus.

Becas Santander, ou Santander Universidades

O Becas Santander é um dos maiores programas de bolsas de estudo e auxílio financeiro para estudantes do mundo. Periodicamente, o programa abre oportunidades para bolsas de estudo de graduação, mestrado, doutorado, pós-doutorado, PhD e cursos de curta duração ou online.

O programa tem parcerias com diversas universidades espanholas que oferecem bolsas de estudo integrais ou parciais para diversos cursos, desde graduações completas até cursos de línguas.

Fundação Carolina

A Fundação Carolina é outra opção para quem está procurando bolsas de estudo para a Espanha. A iniciativa possui parcerias com diversas instituições espanholas, que mantém vagas específicas para esses bolsistas. As exigências para conseguir o subsídio variam de acordo com a instituição escolhida e os períodos de matrícula. Geralmente acontecem nos primeiros meses do ano.

*O texto "Como estudar na Espanha com bolsas de estudo?" foi publicado originalmente no portal Estudar Fora, da Fundação Estudar.

PUBLICIDADE

Empregos e carreiras